Há um novo rosto na nota de 50 libras. Quem foi o matemático Alan Turing?

O matemático britânico foi decisivo durante a Segunda Guerra Mundial ao decifrar as mensagens dos nazis alemães. A escolha foi feita por Mark Carney, governador do Banco de Inglaterra.

Alan Turing vai ser a nova cara da nota de 50 libras britânicas a partir de 2021. O anuncio foi feito pelo Banco de Inglaterra esta segunda-feira, tendo a escolha sido feita pelo por Mark Carney, governador da entidade, numa escolha entre 12 personalidades finalistas, onde se encontravam entre outros Rosalind Franklin, William Herschel ou Stephen Hawking, escreve o jornal “The Guardian”.

Esta decisão pretende reconhecer o papel de Alan Turing em afastar a ameaça dos submarinos alemães na Batalha do Atlântico, bem como o impacto da perseguição de que foi alvo após-guerra por ter assumido a sua homossexualidade.

Mark Carney referiu que “Alan Turing foi um excelente matemático cujo trabalho teve um enorme impacto sobre a forma como vivemos hoje. Como pai da ciência da computorização e inteligência artificial, bem como herói da guerra, as contribuições de Alan Turing foram muito variadas e inovadoras”.

O Banco de Inglaterra elogiou Alan Turing pelo seu papel como cientista e o impacto que teve na sociedade. Processado por atos homossexuais em 1952, um inquérito concluiu que a sua morte por envenenamento por cianeto, dois anos depois, foi suicídio.

O rosto de Alan Turing aparecerá na nova nota de 50 libras, quando entrar em circulação em 2021, após um processo de consulta pública destinado a homenagear o cientista britânico. Os 12 finalistas para ocuparem a nota de 50 libras eram Mary Anning, Paul Dirac, Rosalind Franklin, William Herschel e Caroline Herschel, Dorothy Hodgkin, Ada Lovelace e Charles Babbage, Stephen Hawking, James Clerk Maxwell, Srinivasa Ramanujan, Ernest Rutherford, Frederico Sanger, e Alan Turing.

Mark Carney afirmou que com esta ação o Banco de Inglaterra quer “representar da melhor forma possível todos os aspetos da diversidade dentro do país, de raça, religião, credo, orientação sexual, deficiência entre outros. O que temos hoje é a celebração de um dos maiores matemáticos e cientistas do Reino Unido e não apenas da história deste país, mas da história mundial”.

A nota foi revelada no Museu da Ciência e Indústria de Manchester, a poucos metros do prédio da Universidade de Manchester, onde Alan Turing ajudou a desenvolver a programação do Ferranti Mark 1, o primeiro computador eletrónico comercialmente disponível no mundo.

Ler mais
Recomendadas

Angela Merkel e Boris Johnson consideram prematuro regresso da Rússia ao G7

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disseram esta quarta-feira em Berlim ser prematuro considerar o regresso da Rússia ao G7, uma ideia avançada pelo Presidente norte-americano, Donald Trump.

Oposição venezuelana anuncia nova fase de mais pressão contra o regime

O presidente do parlamento venezuelano, Juan Guaidó, disse esta quarta-feira que a oposição tem mantido conversações com o governo dos Estados Unidos e anunciou que chegou o momento de pressionar mais o regime liderado por Nicolás Maduro.

António Guterres participa na cimeira do G7 e intervém sobre biodiversidade e oceanos

O secretário-geral das Nações Unidas vai participar na cimeira do G7, seguindo depois para uma conferência sobre o desenvolvimento africano, no Japão, e ficará três dias na República Democrática do Congo para mobilizar apoio contra a epidemia de Ébola.
Comentários