Há um novo rosto na nota de 50 libras. Quem foi o matemático Alan Turing?

O matemático britânico foi decisivo durante a Segunda Guerra Mundial ao decifrar as mensagens dos nazis alemães. A escolha foi feita por Mark Carney, governador do Banco de Inglaterra.

Alan Turing vai ser a nova cara da nota de 50 libras britânicas a partir de 2021. O anuncio foi feito pelo Banco de Inglaterra esta segunda-feira, tendo a escolha sido feita pelo por Mark Carney, governador da entidade, numa escolha entre 12 personalidades finalistas, onde se encontravam entre outros Rosalind Franklin, William Herschel ou Stephen Hawking, escreve o jornal “The Guardian”.

Esta decisão pretende reconhecer o papel de Alan Turing em afastar a ameaça dos submarinos alemães na Batalha do Atlântico, bem como o impacto da perseguição de que foi alvo após-guerra por ter assumido a sua homossexualidade.

Mark Carney referiu que “Alan Turing foi um excelente matemático cujo trabalho teve um enorme impacto sobre a forma como vivemos hoje. Como pai da ciência da computorização e inteligência artificial, bem como herói da guerra, as contribuições de Alan Turing foram muito variadas e inovadoras”.

O Banco de Inglaterra elogiou Alan Turing pelo seu papel como cientista e o impacto que teve na sociedade. Processado por atos homossexuais em 1952, um inquérito concluiu que a sua morte por envenenamento por cianeto, dois anos depois, foi suicídio.

O rosto de Alan Turing aparecerá na nova nota de 50 libras, quando entrar em circulação em 2021, após um processo de consulta pública destinado a homenagear o cientista britânico. Os 12 finalistas para ocuparem a nota de 50 libras eram Mary Anning, Paul Dirac, Rosalind Franklin, William Herschel e Caroline Herschel, Dorothy Hodgkin, Ada Lovelace e Charles Babbage, Stephen Hawking, James Clerk Maxwell, Srinivasa Ramanujan, Ernest Rutherford, Frederico Sanger, e Alan Turing.

Mark Carney afirmou que com esta ação o Banco de Inglaterra quer “representar da melhor forma possível todos os aspetos da diversidade dentro do país, de raça, religião, credo, orientação sexual, deficiência entre outros. O que temos hoje é a celebração de um dos maiores matemáticos e cientistas do Reino Unido e não apenas da história deste país, mas da história mundial”.

A nota foi revelada no Museu da Ciência e Indústria de Manchester, a poucos metros do prédio da Universidade de Manchester, onde Alan Turing ajudou a desenvolver a programação do Ferranti Mark 1, o primeiro computador eletrónico comercialmente disponível no mundo.

Ler mais
Recomendadas

Novo Presidente argentino quer agenda ambiciosa com o Brasil, para além da tensão com Jair Bolsonaro

O Presidente da Argentina, Alberto Fernández, destacou esta terça-feira no Brasil no seu discurso de posse no parlamento e pediu uma “agenda ambiciosa” apoiada pela história dos dois povos e não pela “diferença pessoal” com o seu homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro.

Boris Johnson admite risco de falhar maioria absoluta nas eleições legislativas

Johnson aludiu às eleições de 2017, quando a antecessora Theresa May tinha uma vantagem nas sondagens mas acabou por não conseguir uma maioria de deputados na Câmara dos Comuns, precisando do apoio do Partido Democrata Unionista (DUP) da Irlanda do Norte para formar governo.

Boris Johnson recria cena da porta do filme “O amor acontece”. Hugh Grant já criticou vídeo

Na nova versão, o primeiro-ministro britânico pede o voto ao seu eleitorado para que o Reino Unido consiga avançar no processo do Brexit. Hugh Grant, que entrou no filme, já criticou o filme.
Comentários