PremiumHotéis já começam a sentir primeiros cancelamentos de turistas britânicos

Grupo Pestana já tinha reservas de turistas do Reino Unido para os meses de verão na ordem dos 30% do total e o Savoy Signature refere que o mercado britânico representava cerca de 50% das reservas.

A exclusão de Portugal do corredor verde do Reino Unido, anunciada nesta quinta-feira pelo governo britânico, depois de a entrada, a partir de 17 de maio, ter gerado uma grande vaga de reservas, caiu como uma bomba no turismo e levou a Madeira de arrasto.

O Económico Madeira contactou responsáveis do setor turístico que em alguns casos já estavam a sentir, ou anteviam, o impacto negativo dessa decisão do governo de Boris Johnson na região autónoma da Madeira.

Sérgio Costa, diretor-geral de Operações do Fourviews, dizia “estar na expetativa”, numa altura em que ainda não era oficial a exclusão da Madeira do corredor verde do Reino Unido, atribuído aos destinos em que se dispensam dez dias de quarentena após o regresso dos viajantes ao seu país.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 4 de junho.

Recomendadas

PremiumAbreu Advogados envia ao Governo propostas para apoiar sector artístico

Entre as 40 propostas de medidas, no âmbito de um movimento de artistas, encontra-se o pedido de subsídio de alimentação e contrato de trabalho obrigatórios e a extinção dos recibos verdes.

PremiumEleven: Alta cozinha no Alto do Parque

Em 2021, o chef Joachim Koerper, que trabalha no restaurante Eleven desde a sua fundação, celebra 50 anos de carreira.

PremiumProibido entrar e sair da Área Metropolitana de Lisboa este fim de semana

Medida serve “para procurar conter aumento de incidência” na região. Proibição, que se prolonga até segunda-feira às 6h00, não impede circulação entre concelhos da Área Metropolitana de Lisboa.
Comentários