Huawei deverá junta-se à China Mobile para comprar a Oi

A implementação da tecnologia 5G e ainda a rede de fibra da Oi são vistos como um ativo importante pela Huawei e pela China Mobile.

A Huawei deverá juntar-se à China Mobile na apresentação de uma proposta de compra da brasileira Oi, de acordo com o Globo, como reporta a Reuters.

A mesma publicação diz que tanto a Huawei como a China Mobile estão a antecipar um grande crescimento quando o Brasil começar a implementar a tecnologia 5G. A rede de fibra da Oi é vista pelas duas empresas chinesa como sendo também um ativo apetecível.

A Reuters avança que para além da Huawei e da China Mobile, existem outros interessados em adquirir vários setores de negócio da Oi, como a Telefonica, a Telecom Italia, a AT&T e possivelmente mais outra empresa chinesa.

Recomendadas

Mais de metade das empresas com quebras no volume de negócios em 2020

Três quartos das empresas do alojamento e restauração registaram perdas no volume de negócios, enquanto mais de metade das empresas nos sectores dos transportes, serviços gerais, grossistas, retalho e indústrias apresentaram quebras.

Comissão de Trabalhadores da Meo apresentou proposta para travar despedimento coletivo mas administração recusou

A entidade “entende que este despedimento coletivo é injustificável, impróprio, imoral e ilegal”. 

Construção de barragem no Alto Alentejo arranca em 2023 e fica pronta em 2026

“Esperamos que, em 2026, entre em pleno funcionamento a barragem do Pisão e o aproveitamento hidráulico”, afirmou o presidente da Câmara do Crato, Joaquim Diogo, na cerimónia de assinatura do contrato de financiamento, realizada nesta vila.
Comentários