Huawei deverá junta-se à China Mobile para comprar a Oi

A implementação da tecnologia 5G e ainda a rede de fibra da Oi são vistos como um ativo importante pela Huawei e pela China Mobile.

A Huawei deverá juntar-se à China Mobile na apresentação de uma proposta de compra da brasileira Oi, de acordo com o Globo, como reporta a Reuters.

A mesma publicação diz que tanto a Huawei como a China Mobile estão a antecipar um grande crescimento quando o Brasil começar a implementar a tecnologia 5G. A rede de fibra da Oi é vista pelas duas empresas chinesa como sendo também um ativo apetecível.

A Reuters avança que para além da Huawei e da China Mobile, existem outros interessados em adquirir vários setores de negócio da Oi, como a Telefonica, a Telecom Italia, a AT&T e possivelmente mais outra empresa chinesa.

Recomendadas

Marques Mendes diz que CGD liderará sindicato bancário para financiar o Novo Banco

Luís Marques Mendes, revelou este domingo que a injeção do Fundo de Resolução no Novo Banco vai ser possível através do empréstimo de um sindicato bancário, que será liderado pela CGD. O comentador revelou que não houve qualquer conversa entre o BCP e o Governo para uma fusão com o Montepio. O JE confirmou que Miguel Maya não falou com João Leão sobre uma integração do Banco Montepio.

Premium“Construtoras nacionais apenas ficam com 20% das obras públicas”, diz bastonário da Ordem dos Engenheiros

O desinvestimento em pessoas e equipamentos ao longo dos últimos anos foi tão grande que apenas 20% das obras públicas lançadas ficam em empresas portuguesas, afirma Carlos Mineiro Aires.

Miguel Albuquerque diz que “a Madeira vai ultrapassar efeitos devastadores no turismo”

O presidente do Governo da Madeira mostrou-se este domingo convicto de que a região vai conseguir superar “mais este grande desafio” dos “efeitos devastadores” no setor do turismo provocado pela pandemia da covid-19.
Comentários