Iberdrola e Nissan fecham acordo para impulsionar carro elétrico

A energética espanhola e a construtora japonesa juntam-se para desenvolver tecnologia para o veículo elétrico.

A Iberdrola e a Nissan finalizaram um acordo para desenvolver tecnologia para carros elétricos. A empresa de energia basca e a construtora japonesa estão a moldar vários projetos colaborativos que envolvem a integração da infraestrutura de rede inteligente da multinacional presidida por Ignacio Sánchez Galán com os novos carros japoneses.

Segundo o ”El Confidencial’‘, o projeto vai ser desenvolvido inicialmente em Espanha, mas o acordo poderá estender-se ao mercado internacional, especificamente em países onde a Iberdrola esteja presente, como no caso das participações nas empresas Scottish Power no Reino Unido, a Avangrid nos EUA e a Neoenergia no Brasil. O objetivo final desta parceria é que sejam construídos postos de carga para estes carros.

Ambas as empresas assinaram um acordo para colaborar com a tecnologia V2G ou Vehicle-to-grid que é um sistema que permite a comunicação de energia entre o veículo e a rede de distribuição.

Neste novo ambiente de alianças para o desenvolvimento da mobilidade elétrica, a Iberdrola chegou a acordos com diferentes atores envolvidos para promover a mobilidade sustentável, como os postos de gasolina AVIA , onde prepara a instalação de pontos de carregamento rápido.

Relacionadas

Tesla reduz preço do Modelo 3 na China pela terceira vez em dois meses

De acordo com o site chinês da fabricante de carros elétricos da Califórnia, os preços de alguns carros do Modelo 3 foram reduzidos até 7,6%. Atualmente este automóvel custa no país asiático 63 mil euros.

Daimler vai gastar 20 mil milhões de euros em baterias para veículos elétricos

A construtora alemã e dona da Mercedes-Benz pretende disponibilizar 130 carros elétricos e híbridos até 2022, não tendo especificado a que empresas irá comprar as baterias.
Recomendadas

Covid-19: ‘Chef’ Vítor Sobral vai “acender uma velinha a Nossa Senhora de Fátima” para pagar salários

O Grupo Quina emprega cerca de 120 funcionários. Dois restaurantes foram encerrados, outros dois estão a funcionar em regime de ‘take away’, assim como as padarias. Vítor Sobral garante salários neste mês de março, mas não sabe como será no mês de abril.

Novo Banco vende “Rei dos Cogumelos” em plena crise

O Novo Banco, maior credor do grupo Sousacamp, com 49% dos créditos, acordou a venda do maior produtor ibérico de cogumelos ao Core Capital.

Covid-19: Kaeser garante assistência a equipamentos de ar comprimido de hospitais e da indústria

Além de cerca de três mil empresas do setor industrial, em Portugal a Kaeser trabalha com hospitais como o Grupo Trofa Saúde, Hospital Santo António, Hospital de Braga, Hospital de Santa Maria, Hospital de Gaia, Hospitais de Coimbra, Hospitais Lusíadas e Fundação Champalimaud.
Comentários