IEFP de Cabo Verde quer beneficiar cerca de 300 jovens da Brava

No âmbito de Programa de Estágios Profissionais, promovido pelo NOSI Akademia, serão beneficiados 145 jovens a nível nacional, sendo que já foram formados 49 e este mesmo programa vai colocar ainda neste mês de agosto mais 48 jovens estagiários, perfazendo assim, um total de 97 estagiários.

O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) de Cabo Verde, através do Centro de Emprego e Formação Profissional do Fogo, vai implementar 12 acções de formação profissional, que vai beneficiar 240 jovens bravenses e colocar mais 50 jovens formados no programa de Estágios Profissionais e Empresariais.

A informação consta de uma nota de imprensa, que anuncia a apresentação das Ofertas Formativas para 2019, Estágios Profissionais e Empresariais e Oportunidades de financiamento da Formação Profissional em Cabo Verde, na ilha Brava.

O evento realizou-se na semana passada, no Auditório da Escola Secundária Eugénio Tavares, numa sessão presidida pelo vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças cabo-verdiano, Olavo Correia.

De acordo com a nota, no âmbito de Programa de Estágios Profissionais, promovido pelo NOSI Akademia, serão beneficiados 145 jovens a nível nacional, sendo que já foram formados 49 e este mesmo programa vai colocar ainda neste mês de agosto mais 48 jovens estagiários, perfazendo assim, um total de 97 estagiários.

Durante o ano 2019 o governo local tem como meta “qualificar” 5000 jovens, através de formações em diferentes áreas profissionais, nas diversas instituições públicas do setor de formação e emprego.

Deste total, o IEFP vai disponibilizar 205 ações que vai beneficiar 4080 jovens, a Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo Verde (EHTCV) 44 ações, correspondendo a 905 beneficiários e o Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial (CERMI) com 35 ações vai alcançar 740 beneficiários.

Ler mais
Recomendadas

Governo de Cabo Verde abre concurso para escolher 20 jovens para Conselho Consultivo da Juventude

Podem candidatar-se jovens dos 18 aos 35 anos de idade de nacionalidade cabo-verdiana.

Santo Antão vai ter novos empreendimentos turísticos a partir de outubro

Durante a época alta do turismo, Santo Antão recebe milhares de turistas, na sua grande maioria franceses, para a prática de ‘trekking’ (caminhadas em trilhas).

Banco Interatlântico alerta para tentativa de ‘phishing’

O banco comercial cabo-verdiano diz os emissores da mensagem solicitam a atualização de dados pessoais do recetor sob a condição de bloqueio da conta bancária.
Comentários