Impeachment de Trump. Denunciante poderá vir a ser forçado a usar máscara durante julgamento

Os esforços para esconder a identidade do denunciante até à data do julgamento, no Congresso, dão uma ideia daquilo que está em jogo.

Jonathan Ernst / Reuters

Os democratas estão preocupados que Donald Trump e a sua administração divulguem a identidade do denunciante que acusou o presidente de ter conversas secretas com o homólogo ucraniano Volodymyr Zelensky. De acordo com a notícia avançada pelo The Washington Post, esta segunda-feira, a Casa de Representantes poderá avançar com um reforço de segurança de modo a proteger o anónimo.

Caso essa proteção não seja suficiente, os democratas vão considerar a possibilidade do denunciante testemunhar noutro lugar fora do Congresso ou até de ocultar a cara e distorcer a voz durante o julgamento.

Estes novos avanços são uma clara ideia daquilo que está em jogo, enquanto o Senado, a Casa de Representantes e o Congresso se preparam para ouvir o denunciante. De acordo com a imprensa internacional, tratar-se de um agente oficial da CIA que argumenta que Trump desrespeitou a lei e tirou proveito do seu estatuto enquanto presidente para não ser penalizado.

A chamada entre os dois presidentes – em que Trump pediu a Zelensky que investigasse o filho do ex vice-presidente Joe Biden, Hunter Biden por corrupção – é o principal combustível no processo de impeachment contra Trump. Este ano, Biden é um dos principais adversários do republicado na corrida à presidência de  2020.

Para além desta chamada, a acusação aponta o procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr e o secretário de Estado Mike Pompeo como suspeitos de entrarem em contacto com líderes estrangeiros de pelo menos quatro países.

Apesar das provas, algumas públicas, que sustentam as alegações do denunciante – muitas das quais vieram de Trump ou da Casa Branca – o presidente e seus aliados acusaram o funcionário de cometer espionagem. Trump também sugeriu que o denunciante e todos os funcionários que foram cúmplices sejam acusados de traição.

Ler mais
Relacionadas

Impeachment. Donald Trump acusa presidente da Câmara dos Representantes de compactuar com denunciante

Numa publicação no Twitter, o presidente norte-americano sugere que Nancy Pelosi compactuou com mentiras ditas pelo democrata que lidera o processo de destituição.

Trump exige que presidente do Comité de Inteligência da Câmara dos EUA seja acusado de “traição”

Numa série de ataques na rede social Twitter, Donald Trump exigiu que Adam Schiff fosse detido por “traição” por parodiar as declarações do presidente durante uma audiência.

Impeachement: Mike Pompeo e William Barr suspeitos de entrar em contacto com líderes mundiais

O procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr, e o secretário de Estado Mike Pompeo terão participado em reuniões entre o presidente Donald Trump com líderes estrangeiros de pelo menos quatro países.

Advogado de agente da CIA assume que um segundo informador está disposto a testemunhar sobre Trump

Um segundo informador está disposto a testemunhar sobre o Presidente norte-americano, Donald Trump, visado num inquérito parlamentar com vista a um processo de destituição, anunciou este domingo o advogado do agente da CIA na origem das primeiras informações.

Trump pede publicamente à China que investigue Joe Biden

Donald Trump pediu à China para investigar o rival político democrata Joe Biden. Em plena possibilidade de impeachment a partir do Congresso, o presidente dá sinais de pouca preocupação.
Recomendadas

Confrontos entre manifestantes e polícias abalam principais cidades dos EUA

Confrontos entre manifestantes e polícias abalaram no sábado à noite as principais cidades dos Estados Unidos, colocadas sob recolher obrigatório, na sequência da morte do afro-americano George Floyd.

Faltam 20 minutos. Dois astronautas da SpaceX preparam-se para lançamento histórico

Doug Hurley e Bob Behnken terão 19 horas de voo até à Estação Espacial Internacional. É o primeiro voo espacial tripulado da empresa privada SpaceX, de Elon Musk.

PremiumReeleição de Donald Trump começa a estar claramente posta em causa

À medida que novembro se aproxima, as expectativas de um segundo mandato do atual presidente esbarram na forma comoa Casa Branca lidou com a pandemia, mas sobretudo na incapacidade de relançar a economia no caminho do crescimento.
Comentários