Inês de Medeiros nomeia ex-adjunta do ministro das Finanças para o seu gabinete de apoio

Autarca nomeou Débora Rodrigues, atual coordenadora da bancada socialista na Assembleia Municipal de Almada e que integrou os gabinetes dos ex-secretários de Estado Ricardo Mourinho Félix e Álvaro Novo.

Inês de Medeiros

A presidente da Câmara de Almada, Inês de Medeiros, nomeou para adjunta do gabinete de apoio à presidência da autarquia a dirigente concelhia socialista Débora Rodrigues, até agora adjunta do ministro de Estado e das Finanças, João Leão. Publicada nesta quinta-feira em Diário da República, a nomeação de Débora Rodrigues teve efeitos desde 24 de agosto.

Atual deputada na Assembleia Municipal de Almada, onde é uma das coordenadoras da bancada do PS, Débora Rodrigues tem 27 anos e iniciou-se na política na Juventude Socialista. Licenciada em Direito, estagiou numa sociedade de advogados até abril de 2016, quando foi nomeada técnica especialista no gabinete do então secretário de Estado adjunto, do Tesouro e das Finanças, Ricardo Mourinho Félix.

Transitou para o gabinete de Álvaro Novo em fevereiro de 2017, quando este se tornou secretário de Estado do Tesouro, enquanto adjunta e chefe de gabinete (em regime de substituição), mantendo-se no atual Executivo, decorrente das legislativas de 2029. Aquando da saída de Álvaro Novo do Governo foi integrada temporariamente no gabinete de João Leão, que substituiu Mário Centeno enquanto ministro das Finanças.

Segundo o despacho de João Leão, datado de 7 de julho, a agora adjunta de Inês de Medeiros manteve nessa altura o estatuto remuneratório de adjunto, com uma remuneração bruta de 3.689,64 euros mensais.

Notícia corrigida às 11h35 de 28 de agosto, acrescentando passagem de Débora Rodrigues pelo gabinete do ex-secretario de Estado do Tesouro, Álvaro Novo.

Recomendadas

Reposição do princípio de avaliação mais favorável nas juntas médicas entra amanhã em vigor

Clarificação surge depois de partidos terem reclamado aplicação do princípio da avaliação mais favorável nas juntas médicas, pelo que no caso de reavaliação numa mesma patologia clínica se mantenha a decisão mais favorável para o doente. Regra entra em vigor a partir desta terça-feira, 30 de novembro, depois de milhares de pessoas com doenças incapacitantes estarem a perder o acesso ao atestado multiusos, a apoios sociais e fiscais, porque o princípio da avaliação mais favorável não estava a ser cumprido e deixou de existir após um despacho do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais.

“Maquiavel para Principiantes” “Marcelo Rebelo de Sousa é o grande derrotado das diretas do PSD”

“O grande derrotado é Marcelo Rebelo de Sousa que anda há muito tempo a cozinhar várias coisas para o centro-direita. Marcelo apadrinhou Rangel nesta corrida e por isso é um derrotado. O Presidente da República andou à procura de uma data para as legislativas que fosse mais útil para Paulo Rangel”, destacou Rui Calafate no podcast do JE.

JE Notícias. Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo esta segunda-feira.
Comentários