Iniciativa Liberal propõe taxa única de IRS de 15% para rendimentos acima de 650 euros

A proposta do partido liderado por Carlos Guimarães Pinto visa a simplificação fiscal, garantindo que “os melhores talentos ficam no país” e as empresas tenham uma maior facilidade em aumentar salários.

“É chocante viver num país que, ao que tudo indica, teve um ministro e, possivelmente, alguém acima dele, que viu um incêndio que matou dezenas de pessoas e a primeira coisa que pensou foi: como é que vamos disfarçar isto? Que golpe de teatro vamos criar para não perder votos?”

O Iniciativa Liberal vai incluir no programa eleitoral para as eleições legislativas a proposta de uma taxa única de IRS de 15% para rendimentos acima de 650 euros. A proposta do partido liderado por Carlos Guimarães Pinto visa a simplificação fiscal, garantindo que “os melhores talentos ficam no país” e as empresas tenham uma maior facilidade em aumentar salários.

Caso consiga eleger deputados, o Iniciativa Liberal compromete-se a ir buscar uma medida que fez uma grande sucesso na Estónia: a criação de uma taxa única de IRS. O partido defende que o nível de isenção fiscal aumentaria “200 euros por cada filho ou 400 euros para famílias monoparentais” e seriam eliminadas parte das deduções e burocracias relacionadas com o preenchimento da declaração de IRS.

Na Estónia, a economia cresceu a mais do dobro do ritmo da portuguesa desde a introdução da taxa única sobre os rendimentos, tendo ultrapassado a de Portugal, em 2017. Outros países como a Irlanda e a Eslováquia também já optaram por sistemas com apenas duas taxas, o que, de acordo com os dados da Pordata, foi benéfico para o crescimento da economia dos países implicados.

“Com o argumento da progressividade, o que o actual sistema tem feito é impossibilitar as empresas de subir o salário líquido dos trabalhadores, impedindo assim a retenção dos melhores talentos no país e o crescimento da economia. Chegou a hora de mudar isso”, indica Carlos Guimarães Pinto.

Recomendadas

Bloco de Esquerda questiona Governo sobre impacto da poluição do Aeroporto Humberto Delgado

Os bloquistas querem saber que medidas estão previstas para mitigar os efeitos da poluição atmosférica, numa altura em que se prevê o tráfego aéreo aumente para os 72 aviões por hora, mais do que um por minuto.

PSD quer audição urgente de Mário Centeno no Parlamento devido a alteração nas PPP

Deputados sociais-democratas da Comissão de Orçamento e Finanças querem ouvir ministro das Finanças por estarem preocupados com “diminuição da transparência” na constituição de parcerias público-privadas.

Passes, energia renovável e eficiência. Os truques de Medina para combater as alterações climáticas

“Olhando para os dados, os últimos anos foram os mais quentes de que há registo”, afirmando que esta é uma das realidades mais visíveis no nosso país, que tem enfrentado secas extremas, incêndios e cheias.
Comentários