Investidores mais ricos estão preocupados com a guerra comercial e as eleições americanas, segundo UBS

Relatório do UBS Global Wealth Management revela que estes investidores esperam um grande ‘sell-off’ até ao fim do ano.

Os investidores mais ricos estão mais cautelosos para o próximo ano, embora se revelem mais otimistas para a década que arranca em 2020, segundo um relatório da UBS Global Wealth Management.

O “Investors Watch”, publicado esta terça-feira, revela que a guerra comercial entre os Estados Unidos e a China é a principal preocupação geopolítica para os 3.400 investidores inquiridos a nível global pela UBS, mas também as eleições norte-americanas agendadas para o próximo ano levantam preocupações aos investidores.

“O ambiente geopolítico em rápida transformação é a maior preocupação para os investidores globais”, explica Paula Polito, diretora de estratégia para clientes da UBS Global Wealth Management, em comunicado, acrescentando que “estes vêem a interconectividade e repercussão das mudanças a ter impacto nos seus portefólios mais do que os  fundamentos tradicionais de negócios”.

Uma maior volatilidade do mercado é esperada por 79% dos investidores mais ricos e 72% caracterizam o ambiente de investimento como mais desafiador do que há cinco anos.

Segundo o estudo, 25% dos ativos dos investidores mais ricos estão em dinheiro, com 60% a admitir que consideraria apostar mais nessa opção.

Apesar de se mostrarem mais cautelosos para o próximo ano, 69% dos inquiridos sinalizaram estarem otimistas sobre a próxima década e 80% a manifestarem interesse em diversificar os portfólios de investimento.

Ler mais

Recomendadas

“Mercados em Ação”: Assista ao programa desta semana

Acompanhe o “Mercados em Ação” no site e nas redes sociais do Jornal Económico. E reveja-o através da plataforma multimédia JE TV.

Wall Street volta às quedas depois de cinco dias no ‘verde’

A empresa de biotecnologia Novavax não segue a tendência e está a disparar 36,66%, depois de o governo dos Estados Unidos ter assinado com contrato de 1,6 mil milhões de dólares para que desenvolva uma vacina contra o novo coronavírus.

Produção industrial da Alemanha cresceu 7,8% em maio

De acordo com os dados desta terça-feira do Ifo, o instituto de estatísticas germânico, a produção industrial total aumentou 7,8% em maio, em termos ajustados, quando no mês de abril tinha afundado 17,5%.
Comentários