Investimento nos fundos “#MeToo” dispara 41%

A igualdade de género está cada vez mais no radar dos mercados. Num ano, o investimento que segue este tipo de estratégia disparou 41%.

A igualdade de género nas empresas é cada vez mais valorizada pelos investidores, com a proliferação de opções de investimento neste sentido. A mais recente é o novo Global Gender Equality exchanged exchange-traded fund (ETF) da UBS, que aposta no índice Global Gender Equality 100 Leaders da Equileap, que inclui títulos de uma centena de firmas em 23 países desenvolvidos.

“As empresas são escolhidas com base em 19 critérios de diversidade, incluindo compensação igual e equilíbrio entre vida profissional e pessoal, transparência e responsabilidade social, equilíbrio de género e políticas sustentáveis”, explicou fonte oficial da UBS ao Jornal Económico.

Artigo publicado na edição semanal do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Wall Street fecha semana no ‘verde’ à boleia das tecnológicas

Depois de uma semana difícil para os principais índices norte-americanos, os três fecharam esta sexta-feira com fortes valorizações. Investidores mostraram confiança nas ações das tecnológicas e deixaram para trás os temores dos efeitos da pandemia na economia.
Miguel Maya

PSI-20 acompanha Europa e encerra em queda. BCP fecha abaixo dos 8 cêntimos

O BCP sofreu uma desvalorização de 4,23% e a negociar nos 0,0792 euros e foi oi apenas uma das 14 empresas cotadas que encerram em baixa na sessão de hoje. PSI-20 recuou 1,33%, para 3.995,60 pontos.

Wall Street caminha para a quarta semana de perdas. Bolsa de Nova Iorque em baixa

Em contraciclo, com subidas, estão a Royal Caribbean, da Carnival e da Norwegian, depois de o Barclays recomendar a compra de ações destas companhias de cruzeiros porque se estão a aproximar de um “ponto de inflexão”.
Comentários