Investimento nos fundos “#MeToo” dispara 41%

A igualdade de género está cada vez mais no radar dos mercados. Num ano, o investimento que segue este tipo de estratégia disparou 41%.

A igualdade de género nas empresas é cada vez mais valorizada pelos investidores, com a proliferação de opções de investimento neste sentido. A mais recente é o novo Global Gender Equality exchanged exchange-traded fund (ETF) da UBS, que aposta no índice Global Gender Equality 100 Leaders da Equileap, que inclui títulos de uma centena de firmas em 23 países desenvolvidos.

“As empresas são escolhidas com base em 19 critérios de diversidade, incluindo compensação igual e equilíbrio entre vida profissional e pessoal, transparência e responsabilidade social, equilíbrio de género e políticas sustentáveis”, explicou fonte oficial da UBS ao Jornal Económico.

Artigo publicado na edição semanal do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

China e Estados Unidos afogam Wall Street em onda vermelha

No índice tecnológico Nasdaq, apenas dois títulos fecharam em terreno positivo. A história agravou-se no industrial Dow Jones onde apenas uma cotada sobreviveu à fúria vermelha que abalou a bolsa norte-americana.

BCP volta a cair. Bolsas da Europa em queda por causa das tarifas chinesas

Novas tarifas da China aos EUA fazem tombar os mercados. As ações descem mais de 1% e o petróleo cai 3%. Em Portugal o BCP destaca-se por cair quase 3%.

Powell não sacia curiosidade sobre novo corte de juros

Presidente da Reserva Federal norte-americana considerou que a economia norte-americana está num bom momento, no entanto, reconheceu que as incertezas provocadas pela guerra comercial colocam um novo “desafio” à ação do banco central.
Comentários