Itália: Greta Thunberg radicalmente contestada

O boneco com tranças imitando as da jovem sueca foi enforcado numa ponte junto à cidade de Roma. O grupo ‘The Awake’ ativo nas redes sociais, reivindica o ato.

Um boneco com tranças representando a ativista pelo clima Greta Thunberg foi pendurado sob uma ponte na Via Isacc Newton, algures nos arredores da capital italiana, Roma, com um letreiro onde podia ler-se ‘Greta é o teu Deus’.

O ato, que levou a polícia ao local, para tomar conta da ocorrência, foi paralelo a uma série de ações de um grupo aparentemente responsável pelo macabro boneco, que, nas redes sociais, escreveram mensagens como “nós enforcámos Greta Thunberg em Roma”. “O boneco tem a sua cara e até as suas tranças. Outras ações se seguirão”, podia ler-se.

O Facebook e Twitter foram o palco das ações de um grupo que se auto denomina ‘The Awake’ e que reivindicou a paternidade do boneco enforcado em Roma. As mensagens das redes sociais são acompanhadas de fotos do enforcamento.

A jovem sueca Greta Thunberg tem protagonizado uma série de ações contra as causas das alterações climáticas – que têm sido seguidas por uma legião de fãs. Como é costume às legiões de fãs correspondem legiões de detratores, que consideram que as opiniões da jovem são antes de tudo um perigo.

O mundo parece de facto tender a radicalizar-se quando o que está em causa são as participações da jovem sueca em vários palcos do planeta. O último deles foi a Assembleia Geral da ONU, que valeu a Greta Thunberg várias manchetes em todos os principais jornais mundiais.

E a radicalização voltou a manifestar-se: Greta Thunberg é alvo das mais comoventes manifestações de admiração e, por outro lado, dos mais desbragados vilipêndios. O grupo aparentemente oriundo de Itália estará por certo neste grupo.

Ler mais
Recomendadas

Governo investiu 388 milhões de euros ao abrigo do Fundo Ambiental em 2019

O Fundo Ambiental foi criado em 2016, entrando em vigor em 2017, para apoiar políticas de desenvolvimento sustentável, contribuindo para o cumprimento de compromissos nacionais e internacionais, relativos às alterações climáticas, aos recursos hídricos, aos resíduos, à conservação da natureza e à biodiversidade.

Presidência da Eurorregião Alentejo-Algarve transita para a Andaluzia

O presidente Junta da Andaluzia, Juan Moreno, lidera agora a eurorregião Alentejo-Algarve-Andaluzia – a designada EuroAAA -, defendendo que esta estrutura deve ter maior ambição na Europa. Já anunciou que quer albergar a próxima Cimeira Ibérica Espanha-Portugal

Conferência que começou como acidente quer mudar as cidades

“Depois de anunciarmos, alugámos um espaço onde cabiam 200 pessoas mas nunca pensámos encher. No fim, acabámos com mais de mil pessoas de mais de 30 países”, afirma o fundador do projeto.
Comentários