Já há datas para as eleições em Cabo Verde 

O arquipélago africano terá eleições legislativas em 18 de abril e presidenciais em 17 de outubro.

Cabo Verde realiza eleições legislativas em 18 de abril e eleições presidenciais em 17 de outubro, anunciou hoje o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, que termina o segundo e último mandato este ano.

Numa declaração ao país a partir do Palácio Presidencial, na Praia, o chefe de Estado explicou que convocou as eleições legislativas para abril – as anteriores foram em março de 2016 – para permitir “umas semanas” para “o recenseamento de maior número possível” de cabo-verdianos no estrangeiro, processo que está a ser condicionado pela segunda vaga da pandemia de covid-19.

Explicou ainda que se fossem realizadas em 21 de março, a primeira data legalmente possível para a realização de eleições legislativas, o recenseamento eleitoral deveria terminar em 15 de janeiro, pelo que decidiu seguir o “apelo” que diz ter recebido.

“Não haverá datas ideais, datas ótimas. E eu confesso que a reunião do Conselho da República e as vozes da diáspora levaram-me a ajustar algumas pretensões que eu tinha feito inicialmente”, anunciou Jorge Carlos Fonseca.

Recomendadas

Cabo Verde: José Maria Neves eleito Presidente da República à primeira volta

O antigo primeiro-ministro cabo-verdiano José Maria Neves foi eleito à primeira volta com 51,1%, passado a ser o quinto Presidente da República de Cabo Verde, de acordo com os dados do apuramento provisório.

PremiumMário Palhares: “BNI e Finibanco Angola continuam empenhados em encontrar uma solução”

O processo de venda do Finibanco Angola a Mário Palhares do Banco BNI, acordado em 2015, acabou. Mas o CEO do banco angolano garante ao JE que o BNI e o Finibanco continuam empenhados em encontrar uma solução.

PremiumJosé Maria Neves tenta vitória nas presidenciais de Cabo Verde sem precisar de segunda volta

As eleições presidenciais em Cabo Verde realizam-se no próximo domingo, 17 de outubro, e sem contar com Jorge Carlos Fonseca, que termina o segundo e último mandato como Presidente da República. Num período de mudança, portanto, as sondagens indicam invariavelmente a vitória de José Maria Neves (primeiro-ministro de 2001 a 2016) com uma margem confortável sobre Carlos Veiga (primeiro-ministro de 1991 a 2001).
Comentários