Joacine Katar Moreira exonera assessora jurídica do Livre na Assembleia da Républia

Advogada de profissão, Rute Serôdio é membro do partido da papoila e foi candidata às legislativas de 2019 pelo círculo de Santarém.

joacine_katar_moreira_livre
Mário Cruz/Lusa

A deputada única do Livre, Joacine Katar Moreira, exonerou a sua assessora jurídica no parlamento, de acordo com um despacho publicado esta quarta-feira no Diário da Assembleia da República. A saída de Rute Serôdio do gabinete de Joacine Moreira no parlamento deve-se a “motivos pessoais”, disse à agência Lusa fonte do gabinete do Livre na Assembleia da República.

De acordo com o despacho publicado no Diário da Assembleia da República, Rute Serôndio foi exonerada do cargo de assessora jurídica “com efeitos a partir do dia 30 de dezembro de 2019”.

Advogada de profissão, Rute Serôdio é membro do partido da papoila e foi candidata às legislativas de 2019 pelo círculo de Santarém.

O partido decide esta quinta-feira sobre uma proposta de retirada de confiança na deputada, na 44ª Assembleia marcada com carácter “extraordinário e urgente”.

A recusa da deputada em receber apoio técnico por parte do Livre foi uma das críticas apontadas pela Assembleia do partido, na resolução que pedia a retirada de confiança à deputada, acusações negadas pela própria.

O Livre é representado na Assembleia da República pela deputada única, Joacine Katar Moreira, eleita nas legislativas de 2019 por Lisboa com cerca de 22.800 votos e 2,07%.

Ler mais
Relacionadas

Personalidades da esquerda e da direita unidas nas críticas a André Ventura

O deputado do Chega propôs a deportação da deputada Joacine Katar Moreira. Em reação, personalidades dos dois lados do espectro político criticaram André Ventura. Bloco e PS defendem condenação das declarações no Parlamento.

PS avança com voto de condenação formal de André Ventura por xenofobia contra Joacine

A líder parlamentar do PS anunciou hoje que vai propor na Assembleia da República uma condenação formal do deputado do Chega, André Ventura, por “xenofobia”, depois deste ter sugerido a deportação da deputada do Livre Joacine Katar Moreira.

“Descolonizar”. Livre exige que património das ex-colónias em museus portugueses seja devolvido

O partido Livre quer que todo o património das ex-colónias, presente em território português, possa ser devolvido aos países de origem de forma a “descolonizar” museus e monumentos estatais.
Recomendadas

Eutanásia: PS diz que “está em causa despenalizar e não liberalizar a morte assistida”

A deputada socialista Isabel Moreira defende que cada pessoa deve ser “arquiteta livre do seu destino”, destacando que o que está em causa no debate sobre a morte assistida é despenalizar a eutanásia e não liberalizá-la.

Eutanásia: PAN defende que debate no parlamento é sobre “despenalização da liberdade”

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza considera que o que está em causa no debate sobre a eutanásia é decidir manter ou não como crime punível com pena de prisão um “ato de bondade”.

Eutanásia: Bloco de Esquerda define lei como “passo democrático” e recusa “chantagens emocionais”

O deputado José Manuel Pureza apresentou esta quinta-feira o projeto de despenalização da morte medicamente assistida do Bloco de Esquerda (BE) como um “passo democrático” e recusou “manobras políticas oportunistas” ou “chantagens emocionais” nas decisões do parlamento.
Comentários