João Ferreira diz que intervenção de Presidente da República quanto aos trabalhadores tem sido “marcada pela indiferença”

Depois da sua reunião com a CGTP, João Ferreira apontou que a intervenção adequada tem de ter  “a valorização do trabalho e dos trabalhadores no cerne das preocupações e da intervenção do Presidente da República”.

O candidato presidencial, João Ferreira, considerou que a intervenção do Presidente da República quanto aos direitos dos trabalhadores tem sido marcada “pela ausência, pela indiferença”, depois da sua reunião com a CGTP esta quarta-feira, 23 de setembro.

“As dificuldades de conciliação da vida profissional com a vida familiar, as restrições à atividade sindical, as dificuldades de acesso a serviços públicos de qualidade. É perante este quadro, agravado pelas consequências da epidemia e pelos aproveitamentos que dela são feitos, que se torna imprescindível uma intervenção do Presidente da República diferente da atual, visivelmente marcada pela ausência, pela indiferença, pela insensibilidade perante a situação destes milhões de portugueses”, escreveu João Ferreira no Twitter.

Para João Ferreira, a intervenção adequada tem de ter  “a valorização do trabalho e dos trabalhadores no cerne das preocupações e da intervenção do Presidente da República. Que transporte consigo um sentimento de identificação com as dificuldades de cada um dos atingidos por estes problemas, a par de um sentimento de superação”.

O eurodeputado do PCP apontou ainda que “é possível dar ao trabalho e aos trabalhadores a centralidade devida” e recorda que este é um “elemento crucial de valorização e de defesa do regime democrático”.

Durante a reunião com a CGTP, João Ferreira partilhou igualmente no Twitter que “foram abordadas realidades que são parte da vida de milhões de trabalhadores em Portugal, os baixos salários, a precariedade laboral, a desregulação dos horários de trabalho”.

 

João Ferreira apresentou a sua candidatura a 17 de setembro e garantiu que a sua corrida nas eleições presidenciais “será um espaço de luta comum”. A sua reunião com a CGTP foi primeira iniciativa do candidato após a apresentação pública da candidatura.

Ler mais
Relacionadas

PremiumDisputa de votos entre candidatos a Presidente adia prognóstico para fim do ‘jogo’

Entrada na corrida de Ana Gomes,Marisa Matias e JoãoFerreira baixa fasquia de reeleição de Marcelo e pode travar subida de André Ventura.

Arranque de ano letivo está “preso por arames”, acusa João Ferreira

Na publicação no Facebook, o candidato presidencial do PCP criticou o regresso às aulas e refere o caso passado na Escola Básica 2/3 de Penedono, no distrito de Viseu, que está fechada esta segunda-feira para desinfeção.
Recomendadas

“É preciso esforço grande agora para salvar o Natal”, diz Santos Silva

O ministro dos Negócios Estrangeiros apontou hoje que se impõe “um esforço muito grande” para travar a propagação do coronavírus ” para salvar o Natal” das famílias dos cerca de 5 milhões de portugueses e lusodescendentes no estrangeiro.

OE2021: Costa diz que aprovação na generalidade é “passo importante” para garantir “um bom orçamento”

O primeiro-ministro, António Costa, reiterou que este é um orçamento que aposta no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e na proteção social e mostrou-se disponível para acolher propostas dos partidos na especialidade.

OE2021 aprovado na generalidade com abstenção do PCP, PAN, PEV e das deputadas não-inscritas

Sem surpresas face àquilo que já tinha sido pré-anunciado, a proposta de Orçamento do Estado para o próximo ano recebeu os votos contra do PSD, CDS-PP, Chega e Iniciativa Liberal, bem como da bancada do Bloco de Esquerda.
Comentários