JPP critica enfraquecimento da resposta política às alterações climáticas na Madeira

O JPP considera que considerou que as alterações climáticas são a “maior ameaça à sobrevivência” da humanidade, alertando que 60% da biodiversidade madeirense apresenta graves vulnerabilidades e que os ecossistemas naturais têm perdido área devido aos incêndios.

O JPP considerou que as alterações climáticas são a “maior ameaça à sobrevivência” da humanidade, defendendo que é preciso ir muito além das metas estabelecidas no Acordo de Paris. O partido diz que a gravidade das alterações climáticas tem-se agravado mas a resposta política, na Madeira, tem enfraquecido.

“60% da biodiversidade madeirense apresenta graves vulnerabilidades e corre o risco de desaparecer nos próximos 50 anos. Os ecossistemas naturais têm perdido área devido aos incêndios. Nos últimos cinco anos consumiram 10 mil hectares. Continuamos a impermeabilizar solos, a danificar de forma permanente os recursos aquíferos, como aconteceu no Paul da Serra”, afirmou Rafael Nunes, deputado do JPP.

Rafael Nunes reforçou que a floresta Laurrisilva tem sido negligenciada pelo Governo da Madeira, e acusa o executivo madeirense de não se conseguir libertar dos interesses instalados no que diz respeito ao clima.

O deputado do JPP alertou que as alterações climáticas têm provocado a subida do nível do mar, a falta de água, os eventos climáticos extremos, situações das quais a Madeira não tem escapado.

“Assistimos aos primeiros refugiados climáticos do mundo, tornando a migração uma necessidade e não uma escolha”, disse Rafael Nunes.

O deputado do JPP lembrou que o relatório Clima Madeira alertou para um aumento da temperatura entre 1,3 e 3 graus, a diminuição da precipitação anual a se agravar em 30%, a redução caudais de água, ondas de calor e secas, e períodos de chuva intensa.

Ler mais
Recomendadas

Novo líder do PS/Madeira diz que vai estar “sempre contra” o centralismo do Estado

Paulo Cafôfo, afirmou que vai estar “sempre contra” o centralismo do Estado e garantiu que o seu projeto político assenta na transparência democrática.

Mais de 100 mil testes à Covid-19 processados no laboratório do SESARAM

Desde o dia 29 de fevereiro de 2020, o Laboratório do Serviço de Patologia Clínica do SESARAM realiza o processamento de testes PCR à Covid-19 na Região Autónoma da Madeira.

Congresso dos Socialistas Madeirenses hoje e amanhã consagra Paulo Cafôfo novo líder do partido

No domingo vai haver a votação para os órgãos regionais do PS-Madeira e uma sessão de encerramento marcada para as 12h30.
Comentários