JPP pede medidas compensatórias para agricultores impedidos de regar

O JPP diz que o Governo Regional cobra aos regantes, mas que quando chega à altura de reparar canais de rega “atira as responsabilidades” para os municípios.

O JPP voltou a pedir uma justa medida compensatória para os agricultores que pagam água de rega todos os anos e que depois se vêm impedidos de regar porque a Água e Resíduos da Madeira (ARM) não consegue garantir a conservação dos canis de rega. O apelo foi feito durante o debate na especialidade do Orçamento Regional e o Plano e Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Região Autónoma da Madeira (PIDDAR), que decorre na Assembleia Legislativa da Madeira.

“Apesar da incapacidade do Governo em garantir esses canais de rega, o executivo não se abstém de cobrar dinheiro aos regantes que cumprem escrupulosamente os pagamentos mas que ficam impedidos de regar pelo mau estado dos canais de rega”, afirmou Rafael Nunes, deputado do JPP.

O deputado do JPP disse ainda que o Governo Regional cobra aos regantes mas quando chega à altura de reparar canais de rega “atira as responsabilidades” para os municípios.

A secretária regional do Ambiente, Recursos Naturais, e Alterações Climáticas, Susana Prada, respondeu ao dizer que a ARM não entrega mais caudal aos agricultores não por sua culpa. “A água é só uma. Há prioridade ao abastecimento. A curva dos abastecimento tem vindo a aumentar. Logo diminui a água para o regadio”, disse a governante.

Recomendadas

Miguel Albuquerque diz que “a Madeira vai ultrapassar efeitos devastadores no turismo”

O presidente do Governo da Madeira mostrou-se este domingo convicto de que a região vai conseguir superar “mais este grande desafio” dos “efeitos devastadores” no setor do turismo provocado pela pandemia da covid-19.

Festas de Natal e Fim do Ano na Madeira vão acontecer com adaptações

O secretário do Turismo da Madeira afirmou este domingo que os concursos para as tradicionais festas de Natal e Fim de Ano na região já foram lançados, mas os programas vão ser adaptados ao contexto da pandemia da Covid-19.

Madeira: Secretaria Regional do Mar promove Encontro do Mar em novembro

Mafalda Freitas vincou a dimensão da Zona Económica Exclusiva da Madeira (ZEE), com uma área superior a mais de 440 mil metros quadrados. “O número pode não dizer muito, mas já é diferente se dissermos que é uma ZEE superior à da Bélgica, Chipre, Alemanha e Suécia juntos”, sublinhou.
Comentários