Kylly Fernandes é a nova presidente da Associação Sindical dos Magistrados do Ministério Público de Cabo Verde

Kylly Fernandes vai ser coadjuvada pela magistrada Mara Gomes, no cargo de vice-presidente e o magistrado Helton José Barros, no cargo de secretário-geral.

A magistrada do Ministério Público Kylly Fernandes já tomou posse como primeira presidente da Associação Sindical dos Magistrados do Ministério Público de Cabo Verde (ASSIMP).

Kylly Fernandes foi eleita no dia 20 de Dezembro, data em que uma única lista foi submetida ao escrutínio dos 45 magistrados inscritos no caderno eleitoral, dos quais 40 foram às urnas, tendo 37 votado a favor da candidatura com registo de apenas um voto contra e dois em branco.

No seu discurso de posse, na terça-feira, Kylly Fernandes apontou como uma das empreitadas do seu mandato a melhoria das condições de trabalho dos magistrados que, na sua perspetiva, se consubstancia no reforço do número de magistrados.

“O reforço da motivação e do brio profissional, de modo que o trabalho realizado não se resuma, nos crimes contra o património por exemplo, a processos urgentes, devido aos quase 30.000 processos pendentes” referiu a magistrada.

As prioridades, para a presidente da ASSIMP, serão ainda o reforço dos direitos e garantias compatíveis com o exercício da profissão de magistrados do Ministério Público, bem como a aposta na formação em língua estrangeira e na especialização dos magistrados do Ministério Público.

Kylly Fernandes defende um Ministério Público mais forte para defender os trabalhadores, os menores e os cidadãos, mas também “altamente especializado” na investigação criminal, hoje cada vez mais complexa.

A dirigente associativa prometeu também estabelecer protocolos para prestação de serviço na área de saúde com organismos nacionais e estrangeiros para os associados, a negociação com instituições de créditos para atribuição de condições mais vantajosas para os associados, e o estabelecimento de protocolos com congéneres para reforço da cooperação institucional.

Kylly Fernandes vai ser coadjuvada pela magistrada Mara Gomes, no cargo de vice-presidente e o magistrado Helton José Barros, no cargo de secretário-geral.

Ler mais
Recomendadas

BIC Cabo Verde tem apenas 12 trabalhadores e lucrou 5,2 milhões de euros em 2018

O banco BIC Cabo Verde (BIC-CV), participado pela empresária angolana Isabel dos Santos e que está a ser inspecionado pelo banco central cabo-verdiano, apresentou lucros de mais de cinco milhões de euros em 2018, tendo apenas 12 trabalhadores.

Ministro das Finanças de Cabo Verde garante que fundo soberano estará operacional em 2020

O processo de montagem do fundo soberano de 90 milhões de euros está em curso e o mesmo deve estar operacional ainda este ano, garantiu o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças cabo-verdiano.

Cabo Verde e Estados Unidos vão alargar cooperação bilateral na Defesa

O ministro cabov-verdiano Luís Filipe Tavares explicou que o leque de cooperação entre os dois países é “muito vasto”, avançado que Cabo Verde vai passar a ter mais três navios apropriados para a vigilância costeira.
Comentários