Líder dos motoristas vai ser cabeça-de-lista em Lisboa pelo partido de Marinho e Pinto nas legislativas

No centro da polémica do braço de ferro entre camionistas e ANTRAM, Pardal Henriques terá agora o objetivo de entrar no Parlamento e, partir de lá, influir ainda mais a política nacional.

pedro-pardal-henriques-SNMMP
António Pedro Santos / Lusa

O vice-presidente e porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), Pedro Pardal Henriques, vai ser o cabeça-de-listas do Partido Democrático Republicano, liderado pelo ex-bastonário Marinho e Pinto, pelo círculo eleitoral de Lisboa, dá conta o “Diário de Notícias” (DN) esta quinta-feira, 8 de agosto. Marinho e Pinto, que fundou o partido em 2014, será cabeça-de-lista no Porto.

No centro da polémica do braço de ferro entre camionistas e ANTRAM, Pardal Henriques terá agora o objetivo de entrar no Parlamento e, partir de lá, influir ainda mais diretamente a política nacional.

O advogado conquistou notoriedade como porta-voz do SNMMP, o sindicato que ameaça bloquear o país com uma greve por tempo indeterminado marcada para se iniciar na próxima segunda-feira, dia 12 de agosto, embora não seja motorista de veículos pesados, muito menos de transporte de matérias perigosas.

“As listas ainda não estão definidas”, afirmou o líder do PDR, citado pelo DN. Mesmo assim, Marinho e Pinto não desmentiu que Pardal Henriques seja o número um por Lisboa nas eleições legislativas de 6 de outubro.

“Pardal Henriques é também membro da maior, mais antiga e influente obediência maçónica portuguesa, o Grande Oriente Lusitano, integrando a loja Simpatia e União”, escreveu o jornal da Global Media. O porta-voz do SNMMP recusou comentar o noticiado.

Em 2015, o PDR foi o partido mais votado entre os que não conseguiram eleger deputados e, por isso, ficaram fora da Assembleia da República. Obteve 61,6 mil votos (1,14%), quando o PAN conseguiu eleger um deputado com 1,39% (cerca de 75 mil votos).

Relacionadas
pedro-pardal-henriques

Pardal Henriques faz apelo nas redes sociais: “Recusem trabalho suplementar no próximo sábado e domingo”

Vice-presidente do Sindicato Nacional Motoristas Matérias Perigosas (SNMMP) deixa o apelo numa página da rede social Facebook de apoio aos motoristas de combustíveis.
pedro-pardal-henriques

“Sinto vergonha de ser português”. Pardal Henriques crítica serviços mínimos decretados pelo Governo

Vice-presidente do SNMMP mostrou-se esta quarta-feira contra os serviços mínimos decretados pelo Governo.

Quantos quilómetros faz um Maserati com 15 litros de combustível por dia?

Tendo em conta que as medidas de racionamento ontem anunciadas indicam um máximo de abastecimento de 15 litros de combustível por dia, o carro da preferência do vice-presidente do SNMMP só poderá fazer uma centena de quilómetros em cada dia de greve.
Recomendadas

“Lisboa estava em sentada em tanto dinheiro de impostos que nem sabia o que lhe fazer”, realça candidato da IL a Lisboa

Na última edição do programa “Primeira Pessoa, da plataforma multimédia JE TV, Bruno Horta Soares considera que é importante estancar o aumento de trabalhadores na Câmara Municipal de Lisboa e diminuir os “10 a 12 milhões em avenças e os 13 milhões em horas extraordinárias”.

Portugal concede terceira moratória a Cabo Verde para o pagamento da dívida

O anúncio foi feito esta pelo Governo que aprovou uma nova suspensão do pagamento do serviço da dívida por parte da República de Cabo Verde, relativa aos empréstimos diretos concedidos.

Bloco de Esquerda pede “força suficiente” em Almada para um “acordo à esquerda”

Catarina Martins – acompanhada pela recandidata e vereadora à Câmara de Almada, Joana Mortágua – desembarcou nesta estação de metro, vinda do centro da cidade, onde fixou, em declarações aos jornalistas, metas do partido para uma das disputas eleitorais autárquicas mais mediáticas.
Comentários