Lisboa destaca-se entre as bolsas europeias. EDP Renováveis subiu mais de 3%

As cotadas Mota-Engil, Navigator, EDP – Energias de Portugal e Altri também estiveram entre os destaques da sessão desta segunda-feira.

Cristina Bernardo

As bolsas europeias encerraram a sessão desta segunda-feira em terreno positivo, tendo o índice português PSI-20 liderado os ganhos do ‘Velho Continente’ com uma  subida de 1,o1% para 5.198,63 pontos. A praça de Lisboa foi impulsionada pelo disparo de 3,41% a EDP Renováveis, para para 19,40 euros, e a valorização de 2,15% da Galp Energia, para 9,88 euros.

As cotadas Mota-Engil (+1,46% para 1,46 euros), Navigator (+1,49% para 3 euros), EDP – Energias de Portugal (+1,49% para 4,60 euros) e Altri (+1,48% para 5,83 euros) também estiveram entre os destaques.

“A primeira sessão de negociações desta semana está a ser marcada pelo sentimento positivo visível nos índices das blue chips europeias. O índice alemão voltou a bater novos máximos históricos. No índice português, podemos ver que os compradores estão a retomar o controlo do preço dos CTT e acabaram de bater um novo máximo relativo. Se a tendência de alta prevalecer, o rally poderá prolongar-se em direção à marca dos 4,929 euros”, detalha Henrique Tomé, analista da XTB.

No resto da Europa, as bolsas também se mostraram animadas, à exceção do índice alemão DAX, que deslizou 0,13%. Já o britânico FTSE 100 avançou 0,18%, o francês CAC 40 somou 0,24%, o holandês AEX cresceu 0,22%, o italiano FTSE MIB valorizou 0,16% e o espanhol IBEX 35 ganhou 0,83% à boleia da Inditex, da Iberdrola e do BBVA/. O Euro Stoxx 50 ficou marcado por uma valorização de 0,14%.

“De destacar a valorização das empresas ligadas às criptomoedas, depois de comentários do CEO da Tesla, Elon Musk, de que pretende voltar a aceitar bitcoins para pagamentos quando a mineração atingir mínimos que considera aceitáveis de utilização de energias renováveis”, refere Ramiro Loureiro, trader do Millennium bcp, numa nota de mercado.

Por exemplo, a bitcoin está a subir 12,25% para 40.465,72 dólares e a ethereum a somar 9,96% para 02.580,60 dólares.

“Na frente da pandemia o primeiro-ministro britânico Boris Johnson poderá anunciar hoje o prolongamento das restrições impostas para conter as infeções por Covid-19, perante o aumento de novas infeções com a variante indiana do vírus”, prossegue o especialista.

Nas matérias-primas, o ‘ouro’ negro sobe na ordem de 1%. O preço do WTI, produzido no Texas, sobe 1% para os 71,62 dólares por barril, enquanto a cotação do barril de Brent está a valorizar 0,84% para os 73,30 dólares.

Quanto ao mercado cambial, o euro está a subir 0,17% face ao dólar, para os 1,2126 dólares, enquanto a libra esterlina avança 0,08% face à moeda dos Estados Unidos, para os 1,4118dólares.

Recomendadas

Wall Street encerra ‘mista’ penalizada com números do emprego nos EUA

As empresas privadas nos Estados Unidos criaram 330 mil novos empregos, números que ficam aquém das expectativas dos analistas que, após reverem a previsão em baixa, apontavam para os 680 mil novos postos de trabalho. S&P 500 e Dow Jones fecham o dia no ‘vermelho’, enquanto o tecnológico Nasdaq encerra em terreno positivo.

PSI-20 contraria ganhos na Europa e fecha a perder 0,23%

O PSI 20 destoou da tendência europeia, onde os principais índices avançaram depois de dados animadores relativamente à recuperação económica europeia e colocaram o pan-europeu STOXX 600 em máximos históricos pelo terceiro dia consecutivo.

Levantamento de restrições e valorização da libra indicam recuperação do turismo britânico em Portugal

A fintech Ebury, especializada em pagamentos internacionais, diz que, tendo em conta a preferência dos portugueses por destinos de praia, os destinos mais vantajosos em termos cambiais são o Dubai (Emirados Árabes Unidos), as Caraíbas e Zanzibar, na Tanzânia.
Comentários