Lisboa perde numa Europa no ‘vermelho’. Madrid é exceção a quedas europeias

A meio da sessão o PSI 20 segue em terreno negativo, com as perdas da EDP Renováveis a destacarem-se nas negociações. Madrid contraria as congéneres europeias que negociam no ‘vermelho’.

A bolsa de Lisboa está a perder 1,01% para 4.726,06 pontos no meio da sessão desta terça-feira, 23 de fevereiro. No índice lisboeta, a EDP Renováveis castiga o PSI 20 ao cair 3,64% para 18,52 euros e a Pharol cai 2,42% para 0,12 euros

Além destas duas empresas, a Novabase desvaloriza 2,04%para 3,85 euros, os CTT descem 2,01% para 2,44 euros e o BCP deprecia 1,55% para 0,12 euros. A EDP caiu 0,83% para 4,66 euros e a Sonae desvaloriza 0,80% para 0,68 euros.

Em sentido contrário, a Semapa valoriza 1,67% para 12,20 euros, a Jerónimo Martins sobe 0,74% para 12,99 euros e a Mota-Engil cresce 0,28% para 1,44 euros. A Galp soma 0,21% para 9,41 euros e a Corticeira Amorim valoriza 0,36% para 11 euros.

As principais praças europeias estão hoje a negociar em terreno negativo, com Madrid a contrariar as perdas e a negociar no ‘verde’ ao subir 0,69% para 8.168,00 pontos. Frankfurt está a desvalorizar 1,17% para 13.786,10 pontos e Paris perde 0,20% para 5.755,68pontos. Londres cai 0,50% para 1.059,5 pontos e Itália perde 0,83% para 2.230,5 pontos. O Euro Stoxx segue a descer 0,84% para 3.668,91 pontos.

“Bolsas europeias negoceiam em baixa, com o índice espanhol IBEX a ser exceção, impulsionado pela valorização da Amadeus IT. No universo Stoxx600 as perdas são transversais a todos os setores com o tecnológico a demonstrar a maior desvalorização”, destaca Ramiro Loureiro, analista de mercados do Millennium investment banking.

Quanto ao valor do ‘ouro negro’, o preço do petróleo WTI, produzido no Texas, ganha 0,71% para os 62,15 dólares por barril, também com a cotação do barril de Brent a valorizar 0,65% para os 64,78 dólares.

No mercado cambial, o euro valoriza 0,01% face ao dólar, para 1,2154 dólares, e a libra esterlina sobe 0,18% face à moeda dos Estados Unidos, para os 1,4087 dólares.

Ler mais

Recomendadas

Wall Street fecha dia louco com ganhos expressivos à boleia da forte criação de emprego de fevereiro

Os índices norte-americanos viveram um dia de altos e baixos, com as quedas iniciais dos títulos bolsistas, que coincidiram com uma aceleração da taxa de juro dos títulos do Tesouro a 10 anos, a serem revertidas em ganhos expressivos depois de serem conhecidos os dados animadores sobre a criação de emprego.

Goldman eleva projeção de preço do petróleo após decisão da OPEP+

Goldman Sachs eleva a projeção do preço do petróleo, após a decisão da OPEP +, para os 75 dólares o barril de Brent, no curto prazo.

Galp dispara 4,69% e põe PSI-20 a fechar em alta em contraciclo com Europa

Energia e Banca destacam-se em dia de correção na maioria europeia. As yields e decisão da OPEP+ de manter os níveis de produção, justificam essa subida. Europa fechou a cair.
Comentários