Lua está a encolher e a ganhar ‘rugas’

A NASA estima que a Lua terá encolhido mais de 50 metros nas últimas centenas de milhões de anos.

A Lua está a encolher à medida que o seu interior arrefece e a ganhar ‘rugas’, conclui um estudo divulgado pela agência espacial norte-americana NASA. Tal como uma uva ‘enruga’ quando se torna numa passa, a Lua fica ‘enrugada’ quando ‘encolhe’ à medida que o seu interior arrefece.

A NASA estima que a Lua terá encolhido mais de 50 metros nas últimas centenas de milhões de anos. Ao contrário, no entanto, da pele da uva, que é flexível, a crosta da superfície da Lua é quebradiça, ‘parte-se’ quando contrai, formando ‘falhas’ quando uma secção da crosta é empurrada para uma área limítrofe.

Segundo o coordenador do estudo, Thomas Watters, do Centro de Estudos da Terra e Planetas do Museu Nacional do Ar e do Espaço de Washington, nos Estados Unidos, estas falhas “continuam ativas” e “parecem produzir ‘sismos’ lunares à medida que a Lua continua gradualmente a arrefecer e a encolher”.

“Alguns destes abalos podem ser razoavelmente fortes”, admitiu o investigador, citado em comunicado pela NASA.

O estudo, publicado hoje na revista científica Nature Geoscience, analisou dados de quatro sismómetros colocados na Lua por astronautas das missões Apollo, usando um algoritmo desenvolvido para identificar, por estimativa, as localizações dos abalos lunares.

Os cientistas socorreram-se ainda de imagens da sonda norte-americana Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO), lançada em 2009.

Ler mais
Recomendadas

150 mil portugueses poderão ser afetados pela subida do mar

Estas projeções até 2050 revelam que Setúbal, Faro e Aveiro são as zonas de maior risco.

Se o mundo vivesse como os portugueses os recursos naturais acabavam hoje

Segundo o relatório, da responsabilidade das organizações ambientalistas internacionais World Wildlife Fund (WWF, Fundo Mundial para a Natureza) e Global Footprint Network, o dia 10 de maio foi a data em que os Europeus viram esgotado o seu orçamento natural anual, se todos consumissem como a média europeia.

As cidades com os táxis mais caros (e mais baratos) do mundo

O Deutsche Bank fez uma pesquisa onde elenca 55 cidades e os respetivos preços médios para utilizar o táxi. Lisboa está em 34.º lugar de uma lista que coloca Zurique no primeiro lugar e Amesterdão em segundo.
Comentários