Lucro da BlackRock cresce cerca de 20% no terceiro trimestre e receitas sobem 16%

A maior gestora de ativos do mundo reportou um lucro no terceiro trimestre de 1,690 mil milhões de dólares entre julho e setembro, o que traduz um aumento de 19% face aos 1,418 mil milhões registados no terceiro trimestre do ano anterior.

A BlackRock, maior gestora de ativos do mundo, reportou um lucro no terceiro trimestre de 1,690 mil milhões de dólares entre julho e setembro, o que traduz um aumento de 19% face aos 1,418 mil milhões registados no terceiro trimestre do ano anterior.

A BlackRock reporta a subida dos lucros por ação de duas formas: de 10,89 dólares ou 10,95 dólares “conforme ajustado”. Assim revela um aumento de 23% no lucro por ação ou de 19% conforme ajustado. Esta evolução anual “reflete a subida da receita não operacional, incluindo ganhos não monetários de investimentos minoritários estratégicos no trimestre atual.

O crescimento anual da receita de 15,6% “reflete o forte crescimento orgânico e o aumento de 13% na receita dos serviços de tecnologia, apesar das taxas de desempenho mais baixas”.

O “aumento de 10% na receita operacional (11% conforme ajustado) também inclui o impacto de maiores despesas relacionadas com transação e custos de lançamento de fundos no trimestre atual”, diz o comunicado.

O total de ativos sob gestão ficou abaixo das estimativas. A BlackRock reportou 9,46 triliões de dólares em ativos sob gestão no terceiro trimestre, montante 21,1% acima do registado em igual período do ano passado, mas praticamente estável em relação ao segundo trimestre deste ano.

As ações estão a subir 3,59% na Wall Street.

Recomendadas

Intel faz parceria com a Google Cloud para desenvolver nova classe de chips

Os novos chips permitirão construir centros de dados cheios de poderosos computadores físicos e vendem fatias virtuais dessas máquinas para outras empresas que, por sua vez, obtêm melhor retorno do investimento do que construir as próprias máquinas.

EDP e Sonatrach terminam parceria celebrada em 2007

Na sequência desta decisão, a EDP passa a ter o controlo total da central de ciclo combinado de gás natural Soto 4, em Espanha, com 426 megawatts de capacidade instalada, através da compra da participação de 25% detida pela Sonatrach.

BCP reduz despedimento coletivo para 23 pessoas

O BCP vai assim fechar o ano com menos 811 trabalhadores, revelou o CEO do BCP, confirmando a notícia avançada em primeira mão pelo Jornal Económico.
Comentários