Madeira: Alargada até 31 de março de 2021 a admissibilidade de documentos expirados

Os documentos continuarão a ser aceites nos mesmos termos, após 31 de março de 2021, desde que o seu titular faça prova de que já procedeu ao agendamento da respetiva renovação.

No contexto das medidas excecionais para responder à pandemia, o Governo Regional decidiu prorrogar até 31 de março de 2021 a admissibilidade de documentos expirados, designadamente Licenças de Aprendizagem, Cartas de Condução e Certificados de Motoristas de Táxi, bem como todas as Licenças e autorizações emitidas pela Direção Regional de Economia e Transportes Terrestres.

De referir também que mesmos documentos continuarão a ser aceites nos mesmos termos, após 31 de março de 2021, desde que o seu titular faça prova de que já procedeu ao agendamento da respetiva renovação.

A presente informação já foi comunicada às Escolas de Condução da Região por parte da Direção Regional de Economia e Transportes Terrestres.

Recomendadas

O “banho de ética” de Rui Rio nos Açores

Não está em causa a coligação de direita nos Açores, até porque o PSD foi o segundo partido mais votado e é a aliança das forças mais votadas que determina quem está em melhor posição de viabilizar um governo. É a dinâmica democrática e a maioria representativa a funcionar. O que está mesmo em causa é o pacto “melistofélico” com um partido como o Chega, de quem Rui Rio queria moderação. Mas que moderação é que pode advir da extrema-direita?! O prometido “banho de ética” de Rui Rio, foi afinal um logro prontamente substituído por uma imersão lodaçal no fascismo. Vendeu a social-democracia ( e talvez o próprio partido) em troca de poderio.

Saiba como escolher brinquedos com segurança

Opte por brinquedos com informações, avisos de segurança e instruções de utilização em português. Aliás, é obrigatório que toda a rotulagem esteja na nossa língua.

JP Madeira pede mais apoio às forças de segurança

A Juventude Popular da Madeira diz que tratamento das forças de segurança, pelo Governo da República, durante a pandemia, tem sido “irresponsável e insensato, colocando os elementos sobre stress e comprometendo a segurança nacional”.
Comentários