Madeira: associações culturais recebem 120 mil euros

O Governo da Madeira estabeleceu seis contratos-programa, sendo que cada um tem o valor de 20 mil euros.

O Governo da Madeira estabeleceu seis contratos-programas com associações de índole cultural no valor de 120 mil euros, que vão servir para despesas relativas à atividade e objectivo social, instalações, pessoal, equipamentos e outras congéneres.

Cada contrato-programa terá um valor de 20 mil euros, e abrangem: Associação dos Amigos da Arte Inclusiva – Dançando Com a Diferença; Porta 33; Recreio Musical União da Mocidade: Associação Musical e Cultural Xarabanda, Teatro Experimental do Funchal, Teatro Feiticeiro do Norte.

Foi ainda estabelecido mais um contrato-programa com a associação Banda Recreio Camponês, no valor de 495 euros e 89 cêntimos, no âmbito do programa de apoio a bandas filarmónicas, tunas, grupos folclóricos e de música tradicional da Madeira.

Este apoio é concedido a título não reembolsável e equivalente ao IVA pago e suportado por esta entidade em 2019, no âmbito do programa de apoio às bandas filarmónicas, tunas, grupos folclóricos e de música tradicional da Região Autónoma da Madeira.

Recomendadas

Madeira assina acordos de 716 mil euros com estabelecimentos de ensino

O executivo madeirense aprovou três adendas de 139 mil euros, 136 mil euros, e 439 mil euros, com estabelecimentos de ensino.

Madeira mantém dois casos ativos e alerta para “desconfinamento inseguro” no país

Pedro Ramos destacou a operação de rastreio de viajantes nos aeroportos da Madeira e Porto Santo, em vigor desde o dia 01 de julho, na sequência de uma resolução do executivo, de coligação PSD/CDS-PP, que substituiu o regime de quarentena pela obrigatoriedade de os passageiros apresentarem um teste negativo realizado até 72 horas antes do início da viagem, ou, então, a efetuá-lo à chegada.

Hospital dos Marmeleiros beneficia de empreitada de reabilitação de interiores

A obra tem um custo de 1,4 milhões de euros, tem um prazo de 20 meses, e está a cargo da RIM – Engenharia e Construções.
Comentários