Madeira atinge superavit de 100 milhões de euros no comércio de bens

Em 2019 as exportações tiveram um crescimento de 18%, e atingiram os 272 milhões de euros, e as importações apresentaram uma descida de 4%, fixando-se em 172 milhões de euros.

A Madeira atingiu um superavit de 100 milhões de euros, em 2019, no comércio internacional de bens, pelo terceiro ano, indica os dados da Direção Regional de Estatística (DREM). Esta é uma melhoria face aos superavits de 50 e quatro milhões de euros, atingidos nos dois anos anteriores.

As exportações tiveram um crescimento de 18%, e atingiram os 272 milhões de euros, e as importações apresentaram uma descida de 4%, fixando-se em 172 milhões de euros.

A taxa de cobertura entre importações e exportações chegou aos 158%, uma melhoria face aos 128% atingidos no ano anterior.

As exportações dentro da União Europeia passaram de 88 para os 152 milhões de euros, e para fora da União Europeia passaram dos 140 para os 119 milhões de euros.

As importações para dentro da União Europeia passaram de 147 para 152 milhões de euros, enquanto que para foram da União Europeia passaram de 21 para 19 milhões de euros.

As empresas que estão instaladas no Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM) registaram exportações no valor de 196 milhões de euros, ficando abaixo dos 197 milhões de euros do ano anterior. Já as importações ficaram pelos 64 milhões de euros face aos 73 milhões de euros do ano anterior.

Recomendadas

Eduardo Jesus: Madeira com boas taxas de ocupação e indicadores “muitíssimo positivos” para este verão

Eduardo Jesus realçou que a Madeira teve desde o início da pandemia a preocupação de encontrar na pandemia uma oportunidade de afirmação do destino, que passou por estabilizar a confiança dos viajantes.

Madeira: Coligação PSD/CDS entrega lista de candidatos à Câmara do Funchal

O candidato e Vice-Presidente do Governo Regional fez questão de assumiu o compromisso de sair do Governo antes das eleições.

Funchal: Miguel Silva Gouveia destaca papel da cultura na inclusão das comunidades

A Câmara assinou um protocolo, no valor de 15 mil euros, com o CRIA, para um projeto com a duração de três meses que já está a ser desenvolvido junto comunidade africana que reside no Bairro da Nazaré.
Comentários