Madeira: CDU denuncia destruição do Vale do Porto Novo por utilização de pedreiras e britadeiras

Edgar Silva diz que a destruição ambiental na Região “é uma realidade que acontece porque conta com poderosos interesses económicos aos quais os governantes nas autarquias e no Governo Regional dão proteção”.

O coordenador regional e cabeça de lista da CDU às próximas eleições regionais, Edgar Silva, denunciou esta quinta-feira a destruição no Vale do Porto Novo através da utilização de pedreiras e britadeiras.

Esta denúncia foi feita através de uma iniciativa política da CDU, no âmbito dos “ácaros da Região”, onde Edgar Silva afirmou que a destruição paisagística e os impactos negativos para o ambiente estão a alastrar-se, “penalizando as populações do Caniço, de Gaula e da Camacha.

O cabeça de lista diz que a destruição ambiental na Região “é uma realidade que acontece porque conta com poderosos interesses económicos aos quais os governantes nas autarquias e no Governo Regional dão proteção”.

“São ‘ácaros da Região’ os governantes que dão cobertura a tais actividades tão nocivas para a qualidade de vida e para o ambiente. São ‘ácaros’ porque agridem a paisagem a qualquer preço. São ‘ácaros’ porque aqueles governantes agudizam os problemas ambientais”, conclui Edgar Silva.

Recomendadas

Orçamento Suplementar da Madeira publicado em Diário da República

O documento estabelece um reforço de 287,7 milhões de euros face ao valor aprovado no Orçamento Regional para 2020, passando assim de 1,7 milhões de euros para dois milhões.

PS-Madeira defende obrigatoriedade do consumo de produtos regionais nas escolas

“Quando temos refeições num dia para um aluno na ordem de 1,45 euros, percebe-se a forma como todo este processo é montado, acabando por excluir os produtos regionais dos menus dos nossos estudantes”, frisou Victor Freitas.

Madeira: Governo Regional prevê crescimento de 40% da aquacultura

O objetivo é fechar o ano de 2020 com uma produção de 1.500 toneladas.
Comentários