Madeira: CDU quer combater clientelismo e erradicar uso corrupto de dinheiros públicos

O partido diz que foram utilizados dinheiros públicos para alimentar redes clientelares do regime, acrescentando que o fracasso de vários projetos serviu apenas para “promover o favorecimento” dos amigalhaços do regime.

A CDU comprometeu-se a combater o clientelismo e a erradicar o uso corrupto de dinheiros públicos. O partido referiu que em certos projetos não foi feita a salvaguarda do interesse público, tendo-se esbanjado dinheiro para alimentar as redes clientelares do regime.

“A falência técnica da “Sociedade Polo Científico e Tecnológico – Madeira Tecnopolo, SA”, o fracasso do programa “Inteligência Conectiva”, a insolvência da DTIM (Associação para o Desenvolvimento das Tecnologias da Informação da Madeira), correspondem às maiores falências da Autonomia. Aqueles projetos, que foram apontados pelos governantes como viabilizadores do desenvolvimento económico, científico e tecnológico da Região, não só correspondem a erradas opções do desenvolvimento regional, como se confundem com a falência do modelo de desenvolvimento incrementado pelo regime”, afirmou Edgar Silva, candidato da CDU Madeira às eleições regionais, durante uma acção de campanha eleitoral no Madeira Tecnopolo.

Edgar Silva sublinhou que foram esbanjadas dinheiros públicos para alimentar redes clientelares do regime, e que o fracasso desses projetos serviu apenas para “promover o favorecimento” dos amigalhaços do regime.

“Os governantes que são responsáveis pelo fracasso dos projetos em causa usaram corruptivamente os dinheiros públicos”, reforçou.

Edgar Silva disse ainda que nesses projetos não foi feita a salvaguarda do interesse público, e que o fracasso dos mesmos projetos justifica uma mudança de rumo para a autonomia.

Recomendadas

Deco: Cafés e restaurantes podem proibir clientes de ler ou estudar

Apesar da lei permitir a proibição de leitura ou o estudo no espaço do estabelecimento, há situações que são questionáveis e, sem dúvida alguma, há uma invasão dos direitos do consumidor. Portanto, se alguma vez sentir que estão a privar a sua liberdade individual reclame!

Madeira: sondagem dá vitória ao PSD com 6% de vantagem sobre PS

A sondagem coloca o PSD a perder a maioria absoluta, mas num cenário de entendimento com o CDS-PP fica assegurada a governação da Madeira.

Funchal agrega serviços em aplicação para dispositivos móveis

A aplicação vai permitir brevemente a candidatura a todos os programas sociais do município.
Comentários