Madeira deu mais 19.522 votos a Marcelo. Candidatos do BE e PCP com perdas massivas

Os candidatos do BE e PCP tiveram perdas massivas na Madeira. Marisa Matias passou de 10,06% e 11.448 votos para 4,26% e 4.601 votos. O candidato do PCP que em 2016 tinha sido Edgar Silva, que é madeirense, obteve 19,70% e 22.414 votos, tendo sido a segunda escolha atrás de Marcelo de Rebelo de Sousa. Em 2021, o PCP escolheu João Ferreira, que na região teve 1,72% e 1.855 votos e foi o candidato menos escolhido pelo eleitorado. 

O agora reeleito presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa reforçou em 2021 o resultado obtido em 2016. Nesse espaço de tempo passou de 51,35% e 58.423 votos para 72,16% e 77.945 votos, de acordo com os dados da plataforma do Ministério da Administração Interna (MAI). A taxa de votantes passou de 45,50% para os 42,71%.

Quem reforçou também a votação foi Vitorino Silva ao passar de 0,92% e 1.044 votos para 1,84% e 1.986 votos. Em perda esteve Marisa Matias, que passou de 10,06% e 11.448 votos para 4,26% e 4.601 votos.

Em perda esteve também o candidato escolhido pelo PCP. Em 2016, Edgar Silva, que é madeirense, tinha na Madeira, obtido 19,70% e 22.414 votos, tendo sido a segunda escolha atrás de Marcelo de Rebelo de Sousa. Em 2021 o candidato do PCP teve, na região autónoma 1,72% e 1.855 votos e foi o candidato menos escolhido pelo eleitorado.

Entre as duas eleições notou-se também uma maior clivagem entre candidatos. Em 2016 quatro candidatos tinham conseguido mais de 10%. Marcelo Rebelo de Sousa teve 51,35% e 58.423 votos, a segunda escolha, na Madeira, foi Edgar Silva com 19,70%22.414 votos, seguido por Sampaio da Nóvoa com 11,27% e 12.825 votos, e Marisa Matias com 11,27% e 12.825 votos.

Em 2021, só Marcelo Rebelo de Sousa conseguiu, na Madeira, ter mais de 10%. O agora reeleito presidente da República obteve na região 72,16% e 77.945 votos, seguido por André Ventura com 9,85% e 10.642 votos, Ana Gomes 7,88% e 8.510 votos, e Marisa Matias com 4,26% e 4.601 votos.

Recomendadas

Madeira: retalho vê restauração e maquilhagem a cair e produtos regionais com aumento de procura

Entre os produtos que obtiveram maiores quebras estiveram ainda a cafetaria e os produtos para pentear (lacas e gel). Entre os produtos com maior procura encontram-se ainda: produtos de higiene do lar e produtos alimentares básicos e de preparação de refeições.

Mega processos – impacto socioeconómico

Somos pródigos em dar tiros nos pés, a bem de uma pseudo justiça que nada mais faz do que alimentar a vontade de corromper, para quem tem propensão para tal, naturalmente. Que sirva de exemplo, megaprocessos são sorvedouros de dinheiro público, com retorno manifestamente escasso.

Madeira prolonga recolher obrigatório e reforça verbas para combate à pandemia

Governo da Madeira decidiu prolongar até 26 de abril o recolher obrigatório e as medidas sanitárias de controlo da Covid-19.
Comentários