Madeira: operações de levantamentos e compras atingem 450 milhões de euros

O Funchal foi responsável por 60,2% do total da região autónoma, movimentando 271 milhões de euros.

As operações de levantamentos e compras atingiram os 450,3 milhões de euros, através de multibanco, no segundo trimestre, indicam os dados da Direção Regional de Estatística (DREM). 400,8 milhões de euros foram realizados através de cartões nacionais e 49,5 milhões de euros com cartões internacionais.

Os dados da DREM referem que o Funchal foi responsável por 60,2% do total da região, movimentando 271 milhões de euros, enquanto que o Porto Moniz se ficou pelos 2,3 milhões de euros.

Os levantamentos atingiram os 168,3 milhões de euros, sendo que 160,0 milhões de euros eram referentes a cartões nacionais e 8,3 milhões de euros com cartões internacionais.

As compras realizadas através de terminais de pagamento automático (TPA) atingiram os 282 milhões de euros, 240,8 milhões de euros através de cartões nacionais e 41,2 milhões de euros com cartões internacionais.

Já os pagamentos atingiram os 40,8 milhões de euros.

Recomendadas

Centros de vacinação da Madeira com horário alargado entre hoje e sábado

Numa nota enviada às redações, a secretaria tutelada por Pedro Ramos indica que é possível fazer a vacina contra a gripe ou contra a covid-19 naqueles espaços, relembrando que já é possível fazer o reforço da vacina contra a doença provocado pelo novo coronavírus.

Rum da Madeira promovido na Alemanha

O Bar Convent Berlim, que contou com cerca de nove mil visitantes, é uma das principais feiras internacionais no que concerne a indústria de bar e bebidas, pois reúne, lado a lado, marcas de renome.

Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira alerta para a gravidade do problema das substâncias psicoativas na região

Nos últimos onze anos apareceram em Portugal 102 novas substâncias psicoativas (NSP), entre as localidades de novos surgimentos constam a Madeira e os Açores. As ilhas são as regiões do país onde o problema dos consumos de novas drogas é maior, a seguir a Lisboa e Porto.
Comentários