Madeira: Paulo Cafôfo diz que o futuro da Região passa pela Universidade e defende Fundo para a Ciência e Tecnologia

Paulo Cafôfo falava  no âmbito de uma mesa redonda promovida pelo Grupo Parlamentar do PS, que juntou os coordenadores dos centros de investigação da UMa, para conhecer e debater a sua visão sobre o futuro da Região.

O presidente do Partido Socialista-Madeira e deputado ao Parlamento regional, Paulo Cafôfo, salientou esta quinta-feira o “papel importantíssimo” da Universidade da Madeira (UMa) e dos seus centros de investigação para o futuro da Região e defendeu a existência de apoios à Academia, concretamente a criação de um Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia.

Paulo Cafôfo falava  no âmbito de uma mesa redonda promovida pelo Grupo Parlamentar do PS, que juntou os coordenadores dos centros de investigação da UMa, para conhecer e debater a sua visão sobre o futuro da Região.

O responsável começou, aliás, por apontar o dedo ao PSD e ao CDS por, reunidos em jornadas parlamentares, “optarem por fazer críticas à minha pessoa e ao Partido Socialista”, ao passo que “nós optamos por estar com a Universidade, com os centros de investigação e os seus coordenadores a discutir o futuro da Região, porque é isso que importa neste momento”.

De acordo com Paulo Cafôfo, a UMa, particularmente através dos centros de investigação, tem um papel fundamental na produção do conhecimento, na inovação, mas também nas soluções para o futuro da Madeira. Por isso, salientou que é importante dar as condições à Academia, “a começar por um apoio e a protocolização com a Universidade”.

O líder dos socialistas madeirenses lembrou que o Governo Regional dos Açores tem um Fundo para a Ciência e Tecnologia que, nos últimos quatro anos, apoiou em 15 milhões de euros a Universidade dos Açores. Nesse sentido, afirmou que, tendo em conta a estratégia da Região, “podíamos também ter um fundo desse tipo” e uma “ligação entre a Universidade (o conhecimento, a inovação e a investigação) e a parte prática da nossa realidade, com consequências nas decisões políticas”.

Na ótica de Paulo Cafôfo, a Região precisa de dar um salto qualitativo, sendo que a UMa tem um papel importante nessa matéria. Tal como afirmou, a Academia podia ter uma projeção até nacional e internacional, se lhe fossem dadas as condições.

“Nós, para sermos competitivos do ponto de vista económico, necessitamos de qualificar a nossa população e fixar os jovens na terra onde nasceram”, sublinhou.

O presidente do PS-M apontou que a Região pode avançar em áreas como a qualificação e o ensino, a modernização tecnológica, na diversificação da economia – podendo ser um exemplo na inovação empresarial da Economia Azul, com um “cluster” digital do mar – e mesmo no setor primário, aliado à inovação.

Ler mais
Recomendadas

Madeira: Proteção Civil adquire equipamento para transporte de doentes com doença infeciosa

A Proteção Civil da Madeira passa a dispor de duas cápsulas BIO-BAG EBV – 30/40IN-CH, um dispositivo móvel que permite o “transporte seguro de pacientes infecto contaminados ou suspeitos de tal, em dois modos, pressão positiva ou negativa. Por um lado permite o transporte de doentes contaminados, até um local onde seja possível tratá-los em segurança, e por outro permite o transporte de pacientes imuno comprometidos, por forma a protegê-los do meio exterior”.

Madeira aprova por unanimidade voto de protesto por falta de aval da República

Em causa esteve a rejeição do Estado de um aval para um empréstimo de 458 milhões de euros, que a Madeira vai contrair, com o intuito de dar resposta aos efeitos provocados pela pandemia.

Madeira avança com segunda fase de testes ao covid-19 em escola onde foi detetado caso positivo

Serão testados esta quinta-feira mais um professor e 11 alunos da turma onde foi detetado o caso positivo de coronavírus.
Comentários