Madeira: Sara Cerdas promove evento no Parlamento Europeu para discutir prevenção do suicídio

Para minimizar esta problemática, considera ser “crucial eliminar o estigma e discriminação que está associado à doença mental, sendo urgente apostar na criação de estratégias para implementar programas que promovam a saúde mental e o bem-estar ao longo da vida, contribuindo para a criação de ambientes promotores de bem-estar”.

Sara CERDAS in the EP in Brussels

Como forma de assinalar o Dia Mundial de Saúde Mental, a eurodeputada do PS-Madeira, Sara Cerdas, promove no Parlamento Europeu um evento para discutir a prevenção do suicídio.

Sara Cerdas destacou o facto de o suicídio ser um dos grandes desafios para a saúde pública. Para minimizar esta problemática, considera ser “crucial eliminar o estigma e discriminação que está associado à doença mental, sendo urgente apostar na criação de estratégias para implementar programas que promovam a saúde mental e o bem-estar ao longo da vida, contribuindo para a criação de ambientes promotores de bem-estar”.

A eurodeputada afirmou que uma outra aposta consiste no aumento dos serviços de apoio social e de cuidados de saúde mental que respondam às necessidades da população, em especial às populações mais vulneráveis.

O evento reúne utentes, especialistas em saúde mental e políticos para uma discussão alargada, no sentido de alavancar compromissos entre todas partes, que advenham em melhores resultados em saúde e na criação de soluções para as doenças mentais.

Recomendadas

PS Madeira anuncia entendimento para região se endividar até 500 milhões de euros

O deputado do PS na Assembleia da Madeira, Paulo Cafôfo, diz que esta medida é o resultado das “diligências” do PS/Madeira junto ao Governo da República, “sem gritaria, nem confronto permanente”.

PS critica Governo da Madeira por não ter estratégia para valorizar produção primária local

Os socialistas madeirenses dizem que o Decreto Legislativo Regional, aprovado pela Assembleia da Madeira, não salvaguarda requisitos que garantam “a autenticidade dos produtos e que valorizem quer a produção regional, quer os agricultores e produtores de sidra e vinagre de sidra da Madeira”.

Albuquerque diz que seria incompreensível se Assembleia da República não aprovasse propostas da Madeira para fazer face à pandemia

Em causa está o adiamento de duas prestações referentes do empréstimo concedido pelo Governo Nacional à Madeira, e ainda uma autorização para que a Madeira faça uma operação de endividamento no valor de 300 milhões de euros.
Comentários