Madeira: Setor do Turismo satisfeito com entrada da Região no corredor turístico do Reino Unido

Nuno Vale revela que a entrada da Madeira neste corredor vai proporcionar às companhias aéreas britânicas “que estavam com algum receio de reatar as rotas para a Região, poderem agora fazê-lo com confiança”.

O setor do turismo da Madeira está satisfeito com a entrada da Madeira no corredor turístico do Reino Unido. Ao Económico Madeira consideram esta uma “decisão positiva”.

O Diretor Executivo da Associação de Promoção da Madeira, Nuno Vale, revela que a entrada da Madeira neste corredor vai proporcionar às companhias aéreas britânicas “que estavam com algum receio de reatar as rotas para a Região, poderem agora fazê-lo com confiança”.

Já o Diretor Geral do hotel Meliá Madeira Mare, João Seixas, diz que espera que ainda se vá a tempo de estas companhias de aviação civil que se mostravam indecisas poderem reatar a rota para a Região. Nesse sentido, sublinha que as próximas 72 horas são decisivas para ver se a oferta de voos para a Região a partir do Reino Unido vai aumentar.

A Diretora Comercial do Castanheiro Boutique Hotel, Sandra Abreu, explica que agora há que ter mais cuidados com a segurança e higiene, mas que em termos económicos este foi um grande passo, destacando o facto de mercado emissor inglês ser um dos mais importantes não só do hotel, mas também da Região. “É muito importante para nós existir essa confiança”, frisa.

Recomendadas

Governo da Madeira assina memorando com representantes de táxis

O memorando prevê um apoio financeiro no valor equivalente a um IAS por cada trabalhador (438,81 euros), incluindo gerentes e sócios-gerentes.

Madeira deve alocar 40 milhões de euros para estragos provocados pelo temporal de 25 de dezembro

A ‘reposição e reconstrução da rede viária regional’ e ‘reposição, reconstrução e melhoria da rede hidrológica regional’ são as rubricas com um custo previsto mais elevado, que está calculado em 17,8 e 15,9 milhões de euros.

Madeira: PS reivindica revisão da Lei das Finanças Regionais e do Estatuto Político Administrativo

Com a revisão da Lei das Finanças Regionais e do Estatuto Político Administrativo o PS pretende alterar a fórmula de cálculo do fundo de coesão, de modo a que a região tenha acesso a mais verbas do Estado.
Comentários