Madeira: Taxa de variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor foi de 0,3% em setembro

No País, o IPC registou uma taxa de variação de 0,6%, valor superior em 0,1 p.p. ao observado no mês anterior.

Em setembro de 2021, na Região Autónoma da Madeira (RAM), a variação média registada pelo Índice de Preços no Consumidor (IPC) nos últimos doze meses foi de 0,3%, superior em 0,5 pontos percentuais (p.p.) ao registado no mês anterior, referem os dados da Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM).

Esta taxa esteve em terreno negativo durante 22 meses consecutivos, ou seja, desde novembro de 2019.

O indicador de inflação subjacente, medido pelo índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos, apresentou uma taxa de menos 0,3%, superior em 0,4 p.p. ao registado no mês anterior.

Os bens registaram uma taxa de 0,7% e os serviços de menos 0,2%.

As variações positivas mais expressivas foram observadas nas classes dos “Transportes”, que registou um aumento de 2%, e “Produtos alimentares e bebidas não alcoólicas”, com mais 1,5%.

Em sentido inverso, as classes da “Educação” e do “Vestuário e calçado” foram as que registaram as maiores variações negativas, com menos 4,8% e menos 2,8%, respetivamente.

No País, o IPC registou uma taxa de variação de 0,6%, valor superior em 0,1 p.p. ao observado no mês anterior.

Em setembro de 2021, o valor médio das rendas de habitação por metro quadrado de área útil, na Região, apresentou uma variação de mais 0,2% face ao mês anterior e de mais 1,9% se comparado com o mês homólogo.

Recomendadas

Idade da reforma poderá baixar para 66 anos em 2024

Aumento da mortalidade provocado pela pandemia de Covid-19 está a reduzir a esperança média de vida em Portugal, pelo que a idade média da reforma vai baixar para 66 anos e quatro meses em 2023. No ano seguinte, em 2024, deverá baixar ainda mais, para 66 anos, interrompendo uma trajetória de subida que se verificava desde 2014.

Madeira recebe segunda Conferência da Macaronésia dedicada ao tema da transição ecológica e digital

Os temas discutidos em quatro painéis contam com a participação de membros dos governos e de organizações das quatro regiões da Macaronésia.

Câmara do Funchal cria sistemas menos burocráticos para facilitar grandes investimentos na cidade

O autarca disse que a Câmara está recetiva para trabalhar em conjunto com os empresários que investem no Concelho, salientando que “ se não for o esforço dos empresários não há criação de emprego e, se não houver emprego, não há criação de massa salarial”.
Comentários