Madeira: Transportes públicos devem ter ocupação limitada a 50% e obrigatoriedade de uso de máscara

Ainda esta semana devem ser anunciadas quais serão as medidas mais detalhadas relativamente ao uso de transportes públicos na Madeira, disse Miguel Albuquerque, presidente do Governo da Madeira. Contudo a limitação da capacidade a 50% e uso obrigatório de máscara devem estar incluídos nesse plano, anunciou o governante esta quinta-feira.

Os transportes públicos devem ficar limitados a uma ocupação de 50% a que acresce o uso obrigatório de máscaras, e ainda o respeito do distanciamento social, disse Miguel Albuquerque, presidente do Governo Regional da Madeira, esta quinta-feira. Contudo o governante sublinhou que ainda esta semana deverão ser anunciadas, pela Secretaria Regional da Economia, quais serão as medidas que passarão a ser implementadas neste setor.

De referir que os transportes públicos têm estado a funcionar até ao momento com os horários de domingo, e capacidade reduzida a um terço, ou 33%, de modo a evitar a propagação de contágio por coronavírus covid-19.

A Secretaria Regional da Economia, que tem a tutela dos transportes públicos na região, tem lançado vários alertas, durante este mês de abril, para o uso dos transportes públicos em caso de necessidade como “cuidados de saúde; para aquisição de bens alimentares, produtos farmacêuticos e produtos de primeira necessidade;  para realizar assistência a terceiros ou por necessidade de deslocação a instituições financeiras, seguradoras e estações de correios”.

Recomendadas

“Sobreviver a Pão e Água”. “Centenas” de membros do movimento dispostos a regressar à greve de fome se Governo não aprovar medidas exigidas

Movimento diz que Governo disse que iria apresentar em breve várias das medidas por si exigidas. Se até dia 11 de dezembro, não apresentar as restantes medidas ameaçam que com o regresso à greve de fome em frente ao Parlamento e por todo o país, com “mais de uma centena de pessoas”.

Natal e passagem de ano: estas são as 14 regras que vão vigorar

Restaurantes abertos até à uma da manhã nas noites de natal e de passagem de ano, e natal sem interdição de circulação entre concelhos são algumas da medidas que vão vigorar durante a época festiva. Governo avalia medidas a 18 de dezembro à luz da evolução da pandemia da Covid-19.

Costa adia anúncio de medidas de apoio para as rendas do comércio e da restauração

A 21 de novembro, o primeiro-ministro anunciou que as medidas de apoio para as rendas de lojas e restaurantes seria anunciada nos dias seguintes. Passados 15 dias, o Governo ainda não anunciou os apoios e adiou para a próxima semana.
Comentários