Maioria dos PPR faz perder dinheiro (mas isso pode mudar com a ajuda deste simulador)

Alguma vez comparou o seu plano de poupança-reforma com outros, eventualmente mais rentáveis? Más notícias: é possível que esteja a perder bom dinheiro.

A probabilidade de estar a apostar num plano de poupança-reforma (PPR) pouco atrativo para criar um bom complemento de reforma é grande. Ou melhor, muito grande. A conclusão dos nossos especialistas é de que 99% dos PPR não oferece a melhor rentabilidade do mercado.

E o caricato é que muitos destes investidores, a grande maioria porventura, nem sequer o sabe, porque desconhece o rendimento do seu produto e nunca o pôs lado a lado com outros PPR, eventualmente mais rentáveis.

Nos últimos cinco anos – período que permite uma análise mais consistente da rentabilidade –, os fundos PPR (sem capital garantido, mas com maior potencial de valorização) ganharam, em média, 0,9%, mas a Escolha Acertada, da DECO PROTESTE, obteve 6,7% ao ano. Ou seja, por cada 10 mil euros investidos, os aforradores perderam 580 euros ao ano, em média, por não terem elegido a melhor opção.

Mas as perdas podem ser superiores, pois o fundo PPR menos rentável escorregou para terreno negativo, obtendo -1,2%. Nesse caso, as perdas totalizaram 790 euros ao ano.

Comissões também devem ser tidas em conta
Não é só o rendimento que varia consoante o PPR. Os valores das comissões cobradas pelas entidades gestoras – subscrição, gestão e depósito e resgate – também dependem do produto. É fundamental escolher um PPR que não tenha uma estrutura de custos muito pesada.

Veja as diferenças. A média das comissões de subscrição é de 1,2% do montante que o investidor entrega nesse primeiro momento, mas há vários PPR que cobram 5%. Para as comissões de gestão e depósito a média é de 1,7%, mas há PPR que cobram 4%. E, para resgatar, o custo médio é de 1,1%; porém, há comissões que podem atingir 5% sobre o montante a resgatar.

Compare e transfira
Para saber se o seu PPR apresenta uma rentabilidade interessante, vá a www.ganhemaisnoppr.pt, , o novo simulador da DECO PROTESTE, e ponha-o à prova. Esta ferramenta permite comparar o rendimento dos últimos três anos dos quase 700 PPR existentes no mercado, sob a forma de fundo e seguro. Indique o seu nome, e-mail e contacto telefónico. Em poucos segundos, irá receber, no seu e-mail, uma mensagem de confirmação do endereço eletrónico, para que possa concluir o registo e avançar para a simulação.

Confirmado o e-mail, selecione o seu PPR da lista de produtos disponíveis no simulador e aguarde pelo veredicto. Em menos de um minuto irá receber também no seu e-mail a nossa análise.

Com o resultado da simulação, fica a conhecer o rendimento seu PPR e o das melhores propostas de fundos PPR e seguros PPR, e também se deve ou não transferir. Esta comparação é feita com base no rendimento anualizado dos últimos três anos. Não se espante se o PPR que detém atualmente apresentar uma rentabilidade igual ou superior às nossas propostas. Ao lado dos resultados apresentados na página www.ganhemaisnoppr.pt irá encontrar um quadro explicativo sobre como interpretar esta informação.

Vai encontrar também um botão de alerta, que recomendamos que ative, para ser avisado, por sms, sempre que as nossas recomendações forem atualizadas.

Para transferir o seu PPR, basta clicar em “Saiba como transferir” (opção também possível no e-mail que recebeu com o resultado da simulação). A partir deste momento, é redirecionado para o site da entidade gestora do fundo ou do seguro PPR que elegeu, que o irá ajudar a finalizar o processo de transferência.

Cabe-lhe a si, naturalmente, a decisão avançar ou não, mas lembre-se: tratando-se de uma poupança de longo prazo, pequenas diferenças de rendimento repetidas ao longo de vários anos ou décadas podem representar milhares de euros perdidos.

  • Mais informações neste link
Relacionadas

Gant abre cinco novas lojas em Portugal até 2020

A marca de roupa fundada nos EUA e com sede na Suécia vai invadir o país nos próximos anos. O ‘comeback’ começa já em abril.
Recomendadas

Covid-19: Mais de 530 mil pessoas vacinadas na região Centro

João Paulo Rebelo falava no âmbito de uma visita que realizou aos concelhos do Fundão e da Covilhã, no distrito de Castelo Branco, e que também contou com a presença do secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, e da secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira.

“Governo beneficia casinos mas esquece os trabalhadores”, diz federação intersindical

A Federação intersindical do setor do turismo exige medidas de apoio aos trabalhadores dos casinos, depois do Executivo ter decidido isentar estes estabelecimentos do pagamento do imposto de jogo e prolongado as concessões dos casinos de Lisboa, Estoril e Figueira da Foz, que terminaram a 31 de dezembro de 2020. FESAHT acusa o Governo: “aos patrões do jogo dá tudo, tudo, aos trabalhadores dá nada, nada”.

EUA: Produção industrial sobe pelo segundo mês seguido, apesar de constrangimentos no sector automóvel

A indústria norte-americana beneficiou com a reabertura de várias fábricas dos estados do sul afetados pela tempestade de fevereiro, mas a indústria automóvel penalizou o resultado final, com uma queda de 4,3% na produção a refletir as dificuldades causadas pelos atrasos no fornecimento de chips.
Comentários