Mais de 270 cabo-verdianos em quarentena após voos de repatriamento

Mais de 270 cabo-verdianos que estavam retidos em Portugal, Estados Unidos e Brasil regressaram a Cabo Verde nos últimos dois dias e estão a cumprir um período de quarentena em hotéis.

Mais de 270 cabo-verdianos que estavam retidos em Portugal, Estados Unidos e Brasil regressaram a Cabo Verde nos últimos dois dias e estão a cumprir um período de quarentena em hotéis.

Em comunicado, o Governo de Cabo Verde refere que foram realizadas desde segunda-feira várias operações de repatriamento de cabo-verdianos que estavam retidos no exterior, devido ao cancelamento de voos para travar a pandemia da covid-19.

Acrescenta que os cabo-verdianos que regressaram nos últimos dois dias iniciaram “de imediato” a quarentena decretada pelas autoridades “em hotéis previamente preparados, conforme as orientações das autoridades de saúde”, na Praia e na ilha do Sal.

Além disso, cerca de 7.000 turistas estrangeiros, segundo o comunicado, clientes do operador turístico TUI e que se encontravam nas ilhas do Sal e da Boa Vista, “já estão de volta aos seus países de residência”, tendo a operação terminado na terça-feira.

“Os portugueses, brasileiros e americanos que se encontravam em várias ilhas foram, igualmente, transportados para os respetivos países, em voos suportados pelo Estado de Cabo Verde, voos da TAP ou em voos partilhados”, refere-se no comunicado do Governo cabo-verdiano.

Acrescenta-se que estão a ser monitorizados eventuais casos de cabo-verdianos “que possam ainda encontrar-se retidos no estrangeiro, para os ajudar a regressar ao país”, se necessitarem.

“Da mesma forma, [o Governo] está atento a cidadãos estrangeiros que ainda possam estar no território nacional”, conclui-se no comunicado.

Dezenas de portugueses aguardam voos de regresso a Portugal nas ilhas de Santiago, Sal e de São Vicente.

Cabo Verde, que há uma semana suspendeu os voos internacionais, regista três casos confirmados da covid-19 na ilha da Boa Vista, um dos quais acabou por morrer, e outro caso na ilha de Santiago (Praia).

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 400 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram cerca de 18 mil.

O continente africano registou 58 mortes devido ao novo coronavírus, aproximando-se dos 2.000 casos em 45 países e territórios, segundo as estatísticas mais recentes. Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena, estado de emergência e o encerramento de fronteiras.

 

Ler mais
Relacionadas

Covid-19: TAP vai repatriar mil portugueses dos PALOP

Para os próximos dias, estão previstos diversos voos da companhia aérea nacional para trazer para Portugal cidadãos nacionais retidos em Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau, Angola e Moçambique.
Recomendadas

Portugal concede moratória a Cabo Verde e a São Tomé e Príncipe sobre empréstimos diretos

A adoção desta medida de suspensão do pagamento de capital e juros vai determinar uma negociação, até setembro, de acordos de moratória com estes dois países africanos de língua oficial portuguesa, e o estabelecimento de novo plano e condições de empréstimos, refere o Governo.

Banco de Cabo Verde prevê vender sede e edifícios por mais de 3,2 milhões de euros

A administração do Banco de Cabo Verde (BCV) esclareceu esta segunda-feira que a venda da atual sede e mais dois edifícios na Praia será feita por mais de 3,2 milhões de euros, conforme avaliação de peritos aos imóveis.

Cabo Verde Airlines em risco de desaparecer

O vice-primeiro-ministro cabo-verdiano, Olavo Correia, afirmou que, sem a intervenção do Estado, a Cabo Verde Airlines (CVA) “desaparecerá”.
Comentários