Mais de mil milhões de euros. SL Benfica é o recordista europeu de vendas desde 2011/12. FC Porto no top-10 (com áudio)

O site de avaliação de futebolistas ‘Transfermarkt’ coloca dois clubes portugueses no top-10 dos clubes que mais milhões garantiram com a venda de jogadores: o SL Benfica lidera a tabela e o FC Porto fecha a contagem. Conheça os jogadores que mais dinheiro renderam aos cofres das ‘águias’.

5 – SL Benfica

O SL Benfica foi o clube europeu que mais dinheiro arrecadou com a venda de passes de futebolistas desde a temporada de 2011/12 com um montante superior a mil milhões de euros, sendo que, no mesmo ranking, o FC Porto fechou o top-10 com 777,1 milhões de euros, estima o site de avaliação de futebolistas ‘Transfermarkt’.

O clube da Luz bateu o segundo clube europeu mais lucrativo na última década: o SL Benfica vendeu 1,05 mil milhões de euros enquanto os ‘colchoneros’ viram entrar nos seus cofres uma soma de 1,02 mil milhões de euros. No terceiro lugar, destaque para o Chelsea com vendas de mil milhões de euros e logo a seguir, e abaixo desta cifra, seguem-se AS Monaco (968,2 milhões de euros, com “dedo” de Leonardo Jardim), Juventus (963,1 milhões de euros), FC Barcelona (925,4 milhões de euros), Borussia Dortmund (876,5 milhões de euros), AS Roma (848,5 milhões de euros) e Real Madrid (829,5 milhões de euros).

Nestas temporadas, o SL Benfica teve apenas três treinadores e todos portugueses: Jorge Jesus, Rui Vitória e Bruno Lage. A primeira temporada na contabilidade do site ‘Transfermarkt’ foi a menos lucrativa nos últimos dez anos: as ‘águias’ registaram a entrada de 41,19 milhões de euros nos seus cofres com as vendas de Fábio Coentrão (30 milhões de euros) e Roberto (8,6 milhões de euros)  a liderarem esta soma.

Na temporada seguinte (2012/13), aconteceu aquela que era, até então, a venda mais cara da era ‘Jesus’ nos ‘encarnados, quando Axel Witsel foi transferido por 40 milhões de euros para os russos do Zenit São Petersburgo. O médio espanhol Javi García também abandonou a Luz nesse defeso por 20,3 milhões de euros. Ao todo, essa temporada rendeu às ‘águias’ uma quantia de 75,73 milhões de euros. Na época que se seguiu (2013/14), a soma total das vendas desceu para 44,30 milhões de euros com a venda de Nemanja Matic (25 milhões de euros) e de Melgarejo (5 milhões de euros).

A partir da época de 2014/15, o SL Benfica fez quatro temporadas consecutivas com vendas acima dos 100 milhões de euros. Ainda com Jorge Jesus, e no defeso da temporada de 2014/15, as ‘águias’ negociaram os passes futebolísticos de Enzo Perez (25 milhões), Lazar Markovic (25 milhões), Jan Oblak (16 milhões) e Bernardo Silva (15,75 milhões de euros); total de vendas: 104,65 milhões de euros. Na época seguinte (2015/16), já com Rui Vitória, novo recorde de vendas: 104,3 milhões de euros. Nesse período, o SL Benfica vendeu Rodrigo (30 milhões), André Gomes (20 milhões), João Cancelo (15 milhões) e Ivan Cavaleiro (15 milhões).

Na temporada de 2016/17, mais um recorde de vendas para o Benfica: fruto da transação dos passes futebolísticos de Renato Sanchez (35 milhões), Gonçalo Guedes (30 milhões), Nico Gaitán (25 milhões), Hélder Costa (15 milhões), os encarnados amealharam 121,35 milhões de euros. Na época seguinte (2017/18), a administração da SAD do Benfica continuou a mostrar grande capacidade de quebrar recordes de venda já que a transação dos passes de futebolistas como Ederson (17,4 milhões), Nelson Semedo (35,7 milhões), Viktor Lindelof (35 milhões) e Mitroglou (15 milhões) rendeu aos cofres um valor de 137,20 milhões de euros.

Na última época de Rui Vitória como treinador do Benfica (2018/19), o Benfica desceu abaixo dos 100 milhões de euros no valor arrecadado em vendas de passes de jogadores: 73,28 milhões. As vendas de Talisca (25 milhões), Cristante (9,5 milhões) e João Carvalho (15 milhões) foram as que mais se destacaram nessa temporada.

A temporada de 2019/20, que se iniciou com Bruno Lage, foi a época em que um clube português bateu todos os recordes ao nível das vendas: 240,04 milhões. O Benfica transacionou João Félix para o Atlético de Madrid (127,2 milhões, a maior venda de sempre em Portugal), Luka Jovic (22,34 milhões), Raul Jimenez (38 milhões) e Raul de Tomas (22,5 milhões). No regresso de Jorge Jesus à Luz, em 2020/21, o Benfica fez vendas no valor total de 76,92 milhões com a transação de Rúben Dias para o Manchester City a destacar-se: 68 milhões de euros.

 

Relacionadas

FC Porto no top-10 europeu dos clubes que mais milhões ganharam com a venda de futebolistas desde 2011/12

Os ‘azuis e brancos’ fizeram vendas no montante total de 777,1 milhões de euros nas últimas nove temporadas, de acordo com as contas do Transfermarkt. Neste período, Julen Lopetegui foi quem mais amealhou numa só temporada mas desde que Sérgio Conceição é treinador, os ‘dragões’ têm feito vendas sempre acima dos 70 milhões.
Recomendadas

Rui Costa é candidato à presidência do Benfica

Rui Costa vai candidatar-se à presidência do Benfica nas eleições para o quadriénio 2021-2025, marcadas para 09 de outubro, anunciou hoje o ex-futebolista internacional português, que assumiu a liderança do clube lisboeta após a demissão de Luís Filipe Vieira.

“Jogo Económico”. “Mundial a cada dois anos irá banalizar a competição? Poder do dinheiro não se importa com isso”

O Mundial de dois em dois anos parece ser a solução para que a FIFA possa fazer frente a uma quebra de receitas de mais de 100 milhões que se espera até ao Mundial do próximo ano. Veja a análise a este tema por parte do painel do programa da plataforma multimédia JE TV.

Dakar 2022 arranca em janeiro na Arábia Saudita com mais participantes, mas menos investimento

O preço da inscrição varia entre os 15.700 euros (moto ou quadriciclo) e os 39.400 euros (camiões). A corrida movimenta entre três a quatro mil pessoas entre staff e participantes.
Comentários