Marcelo já promulgou aumento do salário mínimo para 635 euros

Presidente da República promulgou esta sexta-feira o diploma do Governo que estabelece o salário mínimo nacional em 635 euros no próximo ano. Marcelo Rebelo de Sousa considera que é “uma solução razoável”.

Cristina Bernardo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou esta sexta-feira o aumento do salário mínimo para 635 euros a partir de um de janeiro do próximo ano.

“Esperando que possa ser assegurado um crescimento da economia portuguesa, que permita atualizações cada vez mais significativas dos rendimentos dos Portugueses, nomeadamente dos que ainda auferem o salário mínimo nacional, o Presidente da República promulgou o diploma do Governo que atualiza o valor da retribuição mínima mensal garantida para 2020”, refere uma nota publicada no site da Presidência da República.

Marcelo Rebelo de Sousa já tinha sinalizado esta sexta-feira que o aumento do salário mínimo, aprovado esta quinta-feira em Conselho de Ministros, “é uma solução razoável”.

“No contexto existente, é uma solução razoável, a pensar na economia e na sociedade portuguesa, e por isso vou promulgá-lo”, tinha antecipado o Chefe de Estado, em declarações aos jornalistas, no final de uma visita de duas horas e meia ao Bazar Diplomático, no Centro de Congressos de Lisboa.

Relacionadas
marcelo_rebelo_sousa_legislativas

Marcelo considera aumento do salário mínimo “razoável” e promulga hoje o diploma

O Presidente da República vai promulgar hoje o diploma que estabelece um aumento do salário mínimo nacional para 635 euros em 2020, que considera “uma solução razoável, a pensar na economia e na sociedade portuguesa”.

Oficial. Governo aprova subida do salário mínimo para 635 euros para 720 mil trabalhadores

A subida do salário mínimo vai abranger 720 mil trabalhadores. Este aumento dá mais 31,15 euros líquidos por mês aos trabalhadores.
Recomendadas

Bloco de Esquerda propõe campanha para divulgar estatuto do cuidador informal

O deputado do Bloco de Esquerda José Soeiro lembrou “que existem 191 pedidos a nível nacional, num universo de 800 mil cuidadores informais, dos quais 250 mil são a tempo inteiro” e classificou a situação como “irrisória”

PSD apela à UE para encontrar “solução urgente” para ataques terroristas em Moçambique

“O Norte de Moçambique enfrenta, desde 2017, ações terroristas de extremismo violento de grupos jihadistas”, lembrou o partido social democrata.

Ministro do Mar torna-se o sexto membro do Governo a receber subsídio de alojamento

Ricardo Serrão Santos receberá cerca de 750 euros mensais, tal como já estava a acontecer com o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e os secretários de Estado Nuno Rodrigues e Pinheiro, Jorge Moreno Delgado, Antero Luís e José Mendes.
Comentários