Maria e Francisco foram os nomes mais escolhidos para bebés em Portugal este ano

Francisco foi pela primeira vez o nome mais escolhido para rapazes, Maria mantém a primeira posição entre as raparigas.

Maria  e Francisco foram os nomes mais escolhidos para bebés este ano em Portugal, avançou hoje a TVI 24 a partir de dados do Ministério da Justiça.

Pela primeira vez, Francisco atingiu o topo desta lista com 1.618 rapazes com este nome nascidos este ano. Segue-se João (1.544) e Santiago (1.391).

Nas meninas, Maria mantém-se como o nome mais escolhido pelos pais portugueses para as suas filhas (5.198 crianças). Segue-se Leonor (1.451) e Matilde (1.374).

Estes são os 10 nomes mais populares para raparigas em 2019:  Maria (5.198), Leonor (1.451), Matilde (1.374), Carolina (1.064), Beatriz (974), Alice (915), Benedita (896), Mariana (794), Ana (782) e Francisca (774).

Para rapazes, o top 10 em 2019 foi: Francisco (1.618), João (1.544), Santiago (1.391), Afonso (1.227), Gabriel (1.208), Duarte (1.197), Lourenço (1.188), Miguel (1.159), Rodrigo (1.143) e Tomás (1.132).

Comparando com 2018 os pódios dos nomes mantêm-se, se bem que com posições diferentes nos rapazes. No ano passado, os nomes mais populares para rapazes foram João, Francisco e Santiago. Entre as raparigas, Maria, Leonor e Matilde dominaram em 2018.

Olhando 10 anos para trás, Maria também dominava entre as raparigas, seguida de Beatriz e Ana. Em 2009, o top 3 do ranking dos rapazes era constituído por Rodrigo, João e Afonso.

Ler mais
Recomendadas

Presidente tranquiliza: há aumento de casos, mas SNS continua com capacidade

O Presidente da República reconheceu hoje que Portugal está a registar um aumento progressivo dos casos de covid-19, mas considerou que os serviços de saúde ainda têm capacidade de resposta e as mortes estão aquém da “linha vermelha”.

ASPL quer ser recebida pelo ministro da Educação. Docentes de grupos de risco é principal preocupação

Associação Sindical de Professores Licenciados reafirmou esta sexta-feira, 25 de setembro, o pedido de reunião urgente com Ministério da Educação para tratar das condições de trabalho nas escolas.

Novo drone da Amazon gera receios sobre privacidade

A forma como se ativa o dispositivo está no centro da polémica, ou seja, a sua vulnerabilidade é sabida, mas mesmo que não se trate de algo que os piratas informáticos consigam explorar, a possibilidade da própria Amazon controlar o RAHC tem afastado muitos compradores que acusam a gigante norte americana de aumentar o seu espetro de invasão de privacidade.
Comentários