Mário Nogueira estranha nomeação de jurista para secretária de Estado da Educação

Inês Ramires substitui Susana Amador nesta mini-remodelação de secretários de Estado feita por António Costa. Com percurso na consultoria e assessoria em gabinetes ministeriais, foi anteriormente chefe de gabinete do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

Inês Ramires substituiu Susana Amador na Secretaria de Estado da Educação. Jurista de formação foi chefe de gabinete do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, no Governo anterior.

É uma cara conhecida dos setores da Educação, mas nem por isso a sua escolha deixa de causar estranheza à Fenprof, o maior sindicato de professores do país. Mário Nogueira, o secretário geral, comentou esta quinta-feira, 17 de setembro, sobre a nova titular: “O que mais se estranha é que para a secretaria de estado da Educação seja nomeada uma jurista. Quererá isso dizer que a prioridade do Ministério será alterar quadros legais? Quais? Em que sentido? Temo que mais uma vez os superiores interesses da Educação sejam relegados para plano secundário”.

Sobre Susana Amador, Mário Nogueira considerou: “provavelmente, por ser alguém proveniente do poder local e da Assembleia da República, espaços onde o diálogo, a negociação e o debate democrático de ideias são praticados, não se terá adaptado à prática vigente no Ministério da Educação: fechada, autocrática e avessa ao diálogo”.

De nome completo Inês Pacheco Ramires Ferreira, a nova secretária de Estado nasceu em 1980 em Aveiro, reside em Lisboa e licenciou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa em 2005. Em 2012 completou um mestrado em Direito Público na mesma instituição.

A nota biográfica divulgada pelo gabinete do primeiro-ministro revela um percurso profissional nas áreas da consultoria e assessoria em gabinetes ministeriais. Foi designadamente consultora do Centro Jurídico da Presidência do Conselho de Ministro, adjunta do Gabinete do Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros no XVII Governo Constitucional, adjunta e assessora do Gabinete do Secretário de Estado da Administração Pública do XVII e do XVIII Governos Constitucionais, e colaboradora, através de assessoria técnica, com o Gabinete do Secretário de Estado da Administração Pública do XIX Governo Constitucional.

Segundo a mesma nota, foi também consultora na BAS, Sociedade de Advogados, nas áreas de Direito da Função Pública, Direito do Trabalho e Direito Administrativo.

 

Ler mais
Recomendadas

Fenprof. Cerca de 90% dos docentes preocupados ou com medo de serem infetados nas escolas

Um dos problemas apontados pela maioria prende-se com a dimensão das turmas, que não sofreu alterações, impedindo um maior distanciamento dentro das salas de aulas, segundo as respostas que vieram de professores de todos os níveis de ensino.

Assembly organiza duas semanas de ‘bootcamps’ tecnológicos para crianças

Os alunos vão poder programar robôs para jogar futebol, criar jogos em 3D e aprender mais sobre os mods em Minecraft.

Professores marcam greve nacional para 11 de dezembro

A Fenprof anunciou esta sexta-feira a marcação de uma greve nacional para 11 de dezembro de educadores de infância e de professores do ensino básico e secundário, que engloba tanto o ensino presencial como à distância.
Comentários