Mercado das criptomoedas já vale mais de um bilião de dólares

No universo das moedas digitais, é a bitcoin que mais se destaca valendo 37 mil dólares, o quadruplo do que valia no último ano. Representa hoje dois terços do valor total do mercado das criptomoedas.

O valor total do mercado das criptomoedas já vale mais de um bilião de dólares (813,7 mil milhões de euros), um valor cinco vezes superior ao registado no último ano, dá conta a Bloomberg esta quinta-feira. No universo das moedas digitais é a bitcoin que mais se destaca valendo 37 mil dólares, o quadruplo do que valia no último ano.

De acordo com a Bloomberg, os valores registados pela plataforma CoinGeko evidenciam uma capitalização bolsista inédita no conjunto dos mercados das criptomoedas. A Bitcoin e a Ether são as moedas digitais que mais se destacam na valorização deste mercado.

Com o aumento expressivo do seu valor, a Bitcoin representa hoje dois terços do valor total do mercado das criptomoedas. A seguir à Bitcoin é a Ether que mais influencia o mercado, representando 13% do mercado das moedas digitais.

Na origem da valorização das criptomoedas está o aumento da procura pelas divisas digitais por especuladores, fundos e até por alguns investidores institucionais.

As criptomoedas têm sido interpretadas quase como um ativo de refúgio face as depreciações do dólar e aos efeitos da inflação. Contudo, a Bloomberg escreve que existem alertas para o perigo de uma quebra destes mercados, dada a sua volatilidade. Isto é, a valorização das criptomoedas corresponde a um aumento do risco à sua exposição, visto que não representam um crédito sobre um emitente e por não funcionarem como reserva de valor. Assim, não existem fundos de proteção para os investidores e utilizadores das moedas digitais.

Recomendadas

Bolsa de Lisboa fecha no verde em linha com Europa. Carrefour tomba quase 7%

Lisboa fecha em alta com a subida da Galp e das papeleiras. Na Europa o destaque vai para queda das ações da Carrefour (-6,92%) depois da empresa canadiana Couche-Tard ter abandonado a tentativa de aquisição da gigante de retalho francesa, na sequência do governo francês se ter oposto ao negócio devido às preocupações com a segurança alimentar.

França bloqueia aquisição do Carrefour pela canadiana Couche-Tard

As ações da Carrefour caíram 6,92% para 15,46 euros depois do Governo de Macron ter manifestado oposição à oferta dos canadianos da Couche-Tard.

Sonae e BCP afundam PSI-20 a meio da sessão

Bolsa de Lisboa encontra-se agora a cair 0,54% para 5.010,85 pontos, seguindo a tendência das suas congéneres europeias.
Comentários