Merlin Properties investe 19,5 milhões na sede da Nestlé em Portugal

A empresa espanhola continua a reforçar a presença no país. O edifício em Linda-A-Velha continuará a acolher a Nestlé, bem como uma divisão de serviços de negócios e a Nespresso Global.

A espanhola Merlin Properties comprou a sede da Nestlé em Portugal por 12,5 milhões de euros, numa operação de sale & leaseback [venda do imóvel corporativo para o alugar novamente], e alocou outros 7 milhões de euros para investimento no edifício, confirmou a empresa suíça ao Jornal Económico.

A sede da Nestlé em Linda-a-Velha é uma propriedade de 12.260 metros quadrados de área bruta e 303 lugares de estacionamento. O edifício está dividido em duas alas ligadas por um espaço comum, e deverá ser convertido num ‘campus’ empresarial, mantendo ali a sede da multinacional agroalimentar, bem como uma divisão de serviços de negócios e a Nespresso Global.

A sociedade cotada de investimento imobiliário (SOMICI) liderada por Ismael Clemente pretende, através desta transação, pretende reforçar a sua presença no país, onde detém um portefólio de escritórios na ordem dos 115.000 metros quadrados e obter um retorno bruto de 7% sobre o investimento total depois de concluir a transformação do local.

Já em janeiro a Merlin Properties havia anunciado a aquisição, por 112 milhões de euros, dos edifícios Art’s Business Center e a Torre Fernão de Magalhães, no Parque das Nações, ‘abrindo as hostilidades’ aos grandes negócio do imobiliário comercial de 2019 em Portugal Na altura, o grupo espanhol, que tem sido assessorado juridicamente por advogados da Garrigues, revelou que com esta aquisição a sua carteira de edifícios de escritórios na cidade de Lisboa (com uma área bruta arrendável de 29.985 metros quadrados) subiu para uma área de mais de 100 mil metros quadrados.

Do lado da Nestlé, o apoio legal esteva a cargo da PLMJ através de uma equipa coordenada por Margarida Osório de Amorim, sócia na área de Imobiliário, Urbanismo e Turismo e integrou Mafalda Falcão, associada da mesma área de prática.

Recomendadas

“Continuo muito cético em relação à economia portuguesa”, diz presidente da Jerónimo Martins

Num dos melhores anos de sempre da atividade do Grupo Jerónimo Martins – 2019 – o seu presidente, Pedro Soares dos Santos, considera que há constrangimentos em Portugal que impedem que o desenvolvimento dos projetos empresariais e industriais tenha um sucesso semelhante ao que se comprova em outros mercados, como a Polónia ou a Colômbia.

Lucro da Nestlé aumenta 24,4% em 2019 e soma 11.800 milhões de euros

O lucro operacional da Nestlé aumentou 4,8% para os 16,3 mil milhões de francos (15,3 mil milhões de euros) em 2019, de acordo com o relatório de contas divulgado esta quinta-feira.

Exportações de pera rocha atingiram 90 milhões de euros em 2019

A ANP – Associação Nacional de Produtores de Pera Rocha selecionou sete destinos estratégicos para fazer a promoção deste produto nos últimos anos: Alemanha, Brasil, Espanha, França e Reino Unido, Peru, China”.
Comentários