México acusa Carolina Herrera de apropriação cultural

O Governo mexicano pediu à marca para explicar publicamente os fundamentos que levaram a casa da moda a utilizar elementos culturais cuja “origem é totalmente fundada” pelos povos do México.

Inspirada na “alegria de viver” da América Latina e desenhada pelas mãos do designer Wes Gordon, diretor criativo da marca Carolina Herrera, a coleção ‘Resort 2020’ foi aplaudida pela revista Vogue mas criticada pelo Governo do México.

A polémica com a próxima coleção de Herrera prende-se com a apropriação cultural, uma acusação que provém diretamente de Andrés Manuel López Obrador, por Gordon e Herrera incorporarem na coleção desenhos e elementos semelhantes aos dos povos locais mexicanos, revela o jornal espanhol ‘El País’.

A secretária da Cultura mexicana, Alejandra Frausto, dirigiu uma carta a reclamar do caso para a própria Carolina Herrera e para Wes Gordon. O Governo mexicano pediu à marca para explicar publicamente os fundamentos que levaram a casa da moda a utilizar elementos culturais cuja “origem é totalmente fundada” pelos povos do México. Na mesma carta, Frausto pediu para as comunidades locais beneficiarem das vendas desta coleção.

https://www.instagram.com/p/ByZMaeVAHX9/

Segundo o jornal, um exemplo é um vestido branco com bordado em formato de animais que apresentam cores brilhantes, sendo que “o bordado provém de uma comunidade de Tenango de Doria” e nos desenhos “encontra-se a história da mesma comunidade e cada elemento tem um significado pessoal, familiar e comunitário”, sustentou a secretária da Cultura.

Outro caso de usurpação de cultura é o “famoso sarape de Saltillo” da região de Coahuila. “A história deste sarape é do povo de Tlaxcala para a fundação do norte do país”, explica. Frausto acredita que a criação de Wes Gordon se deve inserir no debate mundial sobre os direitos culturais dos povos indígenas.

A Zara, pertencente à Inditex, também já foi acusada de plágio em diversas ocasiões pelo uso de desenhos artesanais mexicanos.

Ler mais
Recomendadas

Pechincha? Mini-castelos do estilo Disney à venda na Turquia por 350 mil euros

Procura uma casa de férias na região do Mar Negro na Turquia? Gosta dos contos da Disney? Por 350 mil euros, estas casas podem ser ideais para si.

Foto chocante de pai e filha afogados levanta debate sobre riscos que os migrantes correm

Um pai e uma filha salvadorenhos foram encontrados mortos na margem do rio Bravo, que separa o México dos Estados Unidos. Óscar e Valeria perseguiam o sonho americano de uma vida melhor.

Filhos de milionários russos não precisam de ser empreendedores para entrarem na lista dos super ricos

Os magnatas russos estão a transferir parte dos seus impérios aos seus herdeiros como forma de manter a riqueza na família. Os irmãos Mordashov, Kirill e Nikita de 20 e 19 anos, já têm uma fortuna avaliada em mais de 1.400 milhões de euros.
Comentários