Miguel Albuquerque diz que “a Madeira vai ultrapassar efeitos devastadores no turismo”

O presidente do Governo da Madeira mostrou-se este domingo convicto de que a região vai conseguir superar “mais este grande desafio” dos “efeitos devastadores” no setor do turismo provocado pela pandemia da covid-19.

Cristina Bernardo

“Vivemos tempos estranhos, atípicos, que têm tido efeitos devastadores na indústria turística”, declarou Miguel Albuquerque na cerimónia de atribuição de medalhas de mérito turístico a 24 pessoas e instituições da região.

A iniciativa assinalou na Madeira o Dia Mundial do Turismo, o principal setor da economia regional, que tem sido o mais afetado pela pandemia.

“Tenho a convicção profunda de que este vai ser mais um grande desafio que na Madeira vamos ultrapassar com ajuda de todos e concertação de esforços na manutenção das empresas, dos postos de trabalho e na salvaguarda da nossa região como um destino seguro”, sublinhou o chefe do executivo madeirense num breve discurso nesta cerimónia,

Miguel Albuquerque realçou que hoje foi prestada homenagem a pessoas e instituições que “constituem um exemplo para todos de responsabilidade, trabalho, decência, civismo e mérito”.

O governante salientou “o profissionalismo, a dedicação diária à arte de bem receber” que os agraciados evidenciam, continuando a dar um incontornável contributo para a afirmação e notoriedade da região enquanto destino turístico de excelência”.

As medalhas de mérito turístico foram criadas em 1979 pelo Governo Regional da Madeira, então chefiado pelo social-democrata Alberto João Jardim, “simbolizando reconhecimento ao profissionalismo, entrega e dedicação dos agraciados, bem como enaltecem o elemento humano que nos engrandece e distingue dos demais destinos”, refere a nota distribuída pela presidência do executivo insular.

O “Governo Regional considera que neste atual contexto económico adverso, resultante do combate à pandemia causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, mais se justifica o dever de publicamente expressar agradecimento pelo trabalho efetuado, pela dedicação e até sacrifício e manifestar confiança no futuro”, acrescenta o governo madeirense no mesmo documento

Este ano foram duas medalha em ouro (por excecionais serviços prestados), oito em prata (por importantes serviços prestados) e 14 em bronze (por significativos serviços prestados).

Foram agraciados entre outros, a Quinta Pedagógica dos Prazeres, a Banda Distrital do Funchal, além de diversos profissionais relacionados com o setor hoteleiro, restauração, da animação, guia interprete, carreiros do Monte, um realizador, um fotógrafo, taxista, guarda florestal, motorista de turismo .

De acordo com os últimos dados revelados sábado pela autoridade regional de saúde, a Madeira regista 54 casos ativos da Covid-19, reportando 211 situações confirmadas e 157 doentes recuperados.

Ler mais
Recomendadas

Airbus regista prejuízo de 2.686 milhões de euros até setembro

A empresa assumiu também um encargo de 1,2 mil milhões de euros para custos de reestruturação, que, tal como anunciado em junho, implicará uma redução da mão-de-obra em 15 mil efetivos, de um total de 130 mil trabalhadores.

Lucros da Telefónica caem 50% para 1.142 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano

Segundo a Telefónica, as receitas operacionais antes da depreciação caíram 2,8%, para 2.672 milhões de euros, devido à deterioração dos seus ativos na Argentina.

Lucros da EDP Renováveis descem 7% até setembro

A queda dos lucros deve-se ao recuo da produção de eletricidade que, por sua vez, se deve à venda de ativos com uma potência superior a 1 gigawatt.
Comentários