Miguel Stilwell: “Sucesso do aumento de capital é ainda mais importante perante incerteza económica mundial”

A EDP anunciou hoje os resultados da operação de aumento de capital, com a procura a superar em 256% a oferta. Os dois maiores acionistas da EDP foram a jogo e mantiveram a sua participação inalterada.

O presidente executivo interino da EDP congratulou-se com a operação de aumento de capital da EDP, com a companhia a financiar-se em mil milhões de euros para financiar a compra da energética espanhola Viesgo.

““O aumento de capital foi um sucesso e é demonstrativo do grande alinhamento entre a empresa e os seus acionistas. Não só foi integralmente subscrito, como ainda existiu por parte dos acionistas um montante significativo de pedidos adicionais de subscrição de novas ações, tendo a procura ultrapassado a oferta em 2,6 vezes”, segundo Miguel Stilwell d’Andrade.

“Este feedback claramente positivo é ainda mais importante no contexto de elevada incerteza económica mundial, o que muito nos orgulha e reforça a nossa confiança em prosseguirmos uma estratégia de liderança da transição energética, assente num crescimento focado, sobretudo em ativos renováveis e redes”, destaca o gestor numa nota hoje divulgada pela empresa.

A EDP anunciou hoje os resultados da operação de aumento de capital, com a procura a superar em 256% a oferta. “O aumento de capital foi assim totalmente subscrito correspondendo a um encaixe financeiro” de 1.020 milhões de euros, segundo a elétrica.

Os dois maiores acionistas da EDP foram a jogo nesta operação para manter a sua participação inalterada.

O maior acionista, a China Three Gorges, manteve a sua participação nos 21,47% depois de ter investido 220 milhões para comprar 66,7 milhões de ações neste aumento de capital, passando a deter 851,7 milhões de ações e respetivos direitos de voto.

Já o segundo maior acionista da EDP investiu mais de 70 milhões de euros no aumento de capital da elétrica. A Oppidum Capital detém 7,19% da elétrica nacional e com este investimento consegue manter a sua posição intacta no capital da companhia portuguesa. Este acionista investiu assim 73,8 milhões de euros, num total de 22,3 milhões de ações.

O aumento de capital da EDP, o equivalente a 8,45% do capital da empresa, termina ontem, 6 de agosto, pelas 15 horas. Cada ação foi lançada a 3,30 euros por ação, com um desconto de 23% face ao preço de encerramento de 15 de julho.

O próprio presidente executivo da elétrica, António Mexia, atualmente suspenso por decisão judicial, gastou 25,5 mil euros para comprar 7,7 mil ações.

 

EDP completa aumento de capital de 1,02 mil milhões, com procura de 256% da oferta

Ler mais
Relacionadas

EDP completa aumento de capital de 1,02 mil milhões, com procura de 256% da oferta

A operação foi lançada a 15 de julho para ajudar a empresa a comprar a espanhola Viesgo sem aumentar o nível de endividamento. Entretanto, os dois maiores acionistas da EDP, a China Three Gorges e a espanhola Oppidum, que têm 21,37% e 7,19%, respetivamente, já tinham anunciado que iriam acompanhar o aumento.
Recomendadas

Donos do Pine Cliffs e do Sheraton Cascais estão a recrutar pessoal para 260 postos na hotelaria

O grupo hoteleiro internacional mantém o desafio de abrir o Yotel Porto em tempo de pandemia.

NOS passa de prejuízos a lucros no primeiro trimestre de 2021

NOS fechou o primeiro trimestre com um lucro de 30,5 milhões de euros, assente no crescimento da receita e EBITDA nas comunicações. Serviços cresceram em todas as áreas, mas negócio dos cinemas impactou na operação. CEO da NOS considera os resultados “robustos”.

Regulador alemão proíbe Facebook de usar dados dos utilizadores do Whatsapp

A decisão segue um procedimento de emergência aberto pelo órgão regulador na cidade-estado de Hamburgo no mês passado, depois do WhatsApp ter exigido que os utilizadores consentissem com os novos termos, sob pena de não poderem voltar a usar a aplicação.
Comentários