Miguel Stilwell: “Sucesso do aumento de capital é ainda mais importante perante incerteza económica mundial”

A EDP anunciou hoje os resultados da operação de aumento de capital, com a procura a superar em 256% a oferta. Os dois maiores acionistas da EDP foram a jogo e mantiveram a sua participação inalterada.

O presidente executivo interino da EDP congratulou-se com a operação de aumento de capital da EDP, com a companhia a financiar-se em mil milhões de euros para financiar a compra da energética espanhola Viesgo.

““O aumento de capital foi um sucesso e é demonstrativo do grande alinhamento entre a empresa e os seus acionistas. Não só foi integralmente subscrito, como ainda existiu por parte dos acionistas um montante significativo de pedidos adicionais de subscrição de novas ações, tendo a procura ultrapassado a oferta em 2,6 vezes”, segundo Miguel Stilwell d’Andrade.

“Este feedback claramente positivo é ainda mais importante no contexto de elevada incerteza económica mundial, o que muito nos orgulha e reforça a nossa confiança em prosseguirmos uma estratégia de liderança da transição energética, assente num crescimento focado, sobretudo em ativos renováveis e redes”, destaca o gestor numa nota hoje divulgada pela empresa.

A EDP anunciou hoje os resultados da operação de aumento de capital, com a procura a superar em 256% a oferta. “O aumento de capital foi assim totalmente subscrito correspondendo a um encaixe financeiro” de 1.020 milhões de euros, segundo a elétrica.

Os dois maiores acionistas da EDP foram a jogo nesta operação para manter a sua participação inalterada.

O maior acionista, a China Three Gorges, manteve a sua participação nos 21,47% depois de ter investido 220 milhões para comprar 66,7 milhões de ações neste aumento de capital, passando a deter 851,7 milhões de ações e respetivos direitos de voto.

Já o segundo maior acionista da EDP investiu mais de 70 milhões de euros no aumento de capital da elétrica. A Oppidum Capital detém 7,19% da elétrica nacional e com este investimento consegue manter a sua posição intacta no capital da companhia portuguesa. Este acionista investiu assim 73,8 milhões de euros, num total de 22,3 milhões de ações.

O aumento de capital da EDP, o equivalente a 8,45% do capital da empresa, termina ontem, 6 de agosto, pelas 15 horas. Cada ação foi lançada a 3,30 euros por ação, com um desconto de 23% face ao preço de encerramento de 15 de julho.

O próprio presidente executivo da elétrica, António Mexia, atualmente suspenso por decisão judicial, gastou 25,5 mil euros para comprar 7,7 mil ações.

 

EDP completa aumento de capital de 1,02 mil milhões, com procura de 256% da oferta

Relacionadas

EDP completa aumento de capital de 1,02 mil milhões, com procura de 256% da oferta

A operação foi lançada a 15 de julho para ajudar a empresa a comprar a espanhola Viesgo sem aumentar o nível de endividamento. Entretanto, os dois maiores acionistas da EDP, a China Three Gorges e a espanhola Oppidum, que têm 21,37% e 7,19%, respetivamente, já tinham anunciado que iriam acompanhar o aumento.
Recomendadas

Volkswagen investe 40 milhões de euros na expansão de parques eólicos e solares na Europa

A empresa informou ter como objetivo ser neutra em carbono em 2050 e que vai além da eletrificação dos veículos com o programa de descarbonização “caminho para Zero”.

BEI dá 75 milhões de garantia ao Deutsche Bank para financiar PME

O BEI concedeu uma garantia de 75 milhões de euros para o Deutsche Bank financiar as PME alemãs afetadas pela Covid-19. Trata-se de uma das primeiras titularizações sintéticas do FEI sob o novo padrão STS (de transparência e simplificação) e uma das primeiras no mercado.

Terceira dose da vacina contra a Covid-19 neutraliza Ómicron, anuncia Pfizer

No entanto, as empresas dizem ainda que estão confiantes de que vão ter uma versão da vacina específica contra a variante Omicron prontas para distribuir em março do próximo ano.
Comentários