PremiumMinistério Público investiga denúncia de ocultação de provas no caso do Monte

Segundo apurou o Económico Madeira junto do MP, o inquérito encontra-se em investigação. Em curso estão, nas últimas semanas, diligências complementares consideradas “essenciais”.

O Ministério Público (MP) está a realizar diligências complementares no processo da queda de uma árvore que, em Agosto de 2017, causou a morte a 13 pessoas e feriu outras 53. Segundo apurou o Económico Madeira junto do MP, o inquérito encontra-se em investigação, “tendo, nas últimas semanas, surgido a necessidade de realizar diligências complementares a perícias já realizadas”. Diligências que, acrescenta a Procuradoria-Geral da República, são “essenciais para a descoberta da verdade”.

Em causa está uma denúncia de Rocha da Silva, perito indicado pela Diocese do Funchal, que tem vindo a alertar para a omissão da existência de um fungo nos relatórios associados ao processo, recaindo sobre o especialista Pedro Ginja, responsável pela peritagem da Câmara Municipal do Funchal (CMF), a suspeita de ter removido um fungo do colo da árvore no centro da tragédia do arraial do Monte.

“Toda a gente está obrigada a falar a verdade e, debaixo deste princípio, enquanto testemunha, não como perito, entreguei no lugar certo as minhas observações”, adianta Rocha da Silva, acrescentando que “já em março tinha chamado a atenção, através de uma demonstração fotográfica, para o facto de este carpóforo ser ocultado mesmo nas audiências na Assembleia Legislativa”.

 

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

PremiumPS diz que Governo Regional não tem estratégia para Turismo

Os socialistas consideram que não existe uma estratégia para acompanhar o aumento da oferta hoteleira, e defendem mais rotas e promoção para a Madeira.

PremiumLula da Silva. “A faúlha que pode incendiar a pradaria”

O Brasil está a passar por um momento de enorme tensão desde a libertação do ex-presidente. As hostes de Jair Bolsonaro olham para Lula da Silva e para a capacidade que tem de agregar vontades com uma enorme preocupação e a pergunta “onde estão os militares?” volta a fazer sentido. Entretanto, Bolsonaro está prestes a ter um novo partido, mas nada disso tem sido suficiente para estancar a derrocada da sua popularidade entre os brasileiros.

PremiumUnileite estuda exportações para a África do Sul e Irão

A Unileite, uma das maiores cooperativas de lacticínios dos Açores, fatura 80 milhões e quer crescer 10% até 2021. Lançou o novo leite de pastagem, mas prepara mais novidades como o leite com iodo e biológico, com revela o seu líder, Pedro Tavares.
Comentários