Moody’s atribui ‘rating’ B2 com ‘outlook’ estável à TAP e ao empréstimo obrigacionista

Depois da Standard & Poor’s, é a vez da Moody’s iniciar a análise de ‘rating’ da companhia aérea nacional.

A TAP informou há minutos o mercado, através de um comunicado enviado para a CMVM – Comissão do Mercado de Valores Mobiliários que a agência de notação financeira Moody’s atribuiu hoje, dia 19 de  novembro, o ‘rating B2’ (Outlook Estável) à companhia aérea nacional e à emissão de obrigações no valor indicativo de 300 milhões de euros dirigida a investidores institucionais, divulgada ontem.

Recorde-se que a TAP estreou-se ontem como empresa avaliada pelas agências internacionais de ‘rating’.

Segundo um comunicado divulgado no ‘site’ oficial da CMVM , a agência Stantard & Poor’s atribuiu um ‘rating’ ‘BB-‘ (Preliminar, Outlook Estável) à empresa e um ‘rating’ similar, ‘BB-‘ ao referido empréstimo obrigacionista.

De acordo com uma nota informativa da TAP, com o início da avaliação de ‘rating’, a companhia aérea nacional “fica posicionada entre o restrito grupo de empresas sustentáveis no mercado global de aviação”.

A notação ‘BB-‘ não é considerada “investment grade”, mas fica acima dos ratings ‘B+’ de companhias como a Turkish Airlines, SAS, Azul e Virgin Australia, atribuídos pela S&P. A mesma agência de notação atribui ratings ‘BBB+’ à Ryanair, EasyJet e Southwest, com a Lufthansa e a IAG a receberem ‘BBB’.

“O ‘rating’ obtido é elemento chave para continuar o processo de extensão do prazo de maturidade da dívida, permitindo reforçar a solidez financeira da TAP. Este ‘rating’ reflete a tendência de recuperação dos resultados observada no segundo e terceiro trimestres de 2019”, destaca o referido comunicado.

O mesmo documento acrescenta que “a estrutura societária da TAP-Transportes Aéreos Portugueses SGPS, SA (TAP SGPS ou Grupo TAP), que alia a força do Estado Português com a experiência da Atlantic Gateway em aviação, também contribuiu positivamente para o ‘rating'”.

“O ‘rating’ obtido confirma o sucesso na implementação do projeto estratégico definido pelos acionistas e valida a estratégia de crescimento em execução pela TAP”, reclamam os responsáveis da TAP.

Além do ‘rating’ atribuído pela Standard  & Poor’s, a TAP dizia que aguardava “a atribuição de ‘rating’ por uma segunda entidade internacional”, o que ocorreu hoje com a Moody’s.

 

Ler mais

Recomendadas

Euroxent indica que aumento de capital da Vista Alegre atraiu sobretudo investidores internacionais

O aumento de capital da Vista Alegre Atlantis (VAA) atraiu, maioritariamente investidores internacionais, numa operação “muito bem sucedida”, conforme defendeu esta sexta-feira a presidente executiva da Euronext Lisbon.

Seguradora Fidelidade entra no mercado chileno

Com esta entrada no Chilea Fidelidade vai também apostar em alianças com parceiros estratégicos locais, alavancadas numa rede ampla de corretores e grandes retalhistas e de bancassurance, apostando numa qualidade de serviço superior com o objetivo de proporcionar o melhor serviço aos clientes.

PAN pede campanha informativa sobre 5G em Matosinhos

Matosinhos tem uma Zonal Livre Tecnológica, promovida pelo CEiiA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento, da qual faz parte a NOS. A operadora usa a zona para testar 5G e em outubro anunciou ter coberto “integralmente” com a nova tecnologia móvel. Agora o PAN pede palestras, conferências e debates por toda a cidade para explicar o que é o 5G.
Comentários