Moody’s revê ‘outlook’ da Brisa para ‘positivo’

A agência de ‘rating’ adiantou ainda que reviu em alta o ‘outlook’ (perspetiva) da empresa do Grupo José de Mello responsável pela principal concessão de autoestradas em Portugal de ‘Estável’ para ‘Positivo’.

A agência de notação financeira Moody’s confirmou esta terça-feira ao final da tarde, segundo um comunicado enviado pela Brisa à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o ‘rating’ de longo prazo da BCR – Brisa Concessão Rodoviária de ‘Baa2’.

A agência de ‘rating’ adiantou ainda que reviu em alta o ‘outlook’ (perpetiva) da empresa do Grupo José de Mello responsável pela principal concessão de autoestradas em Portugal de ‘Estável’ para ‘Positivo’.

“Esta revisão é realizada na sequência da recente melhoria do outlook do rating da República Portuguesa, de ‘Estável’ para ‘Positivo’”, explica o referido comunicado da responsabilidade da empresa liderada por Vasco de Mello.

O documento em causa assinala ainda que esta revisão em alta decidida pela Moody’s “reflete ainda o desempenho operacional e financeiro da BCR”.

Recomendadas

Sonae diz-se preocupada com o ‘Luanda Leaks’

O grupo cruza interesses com Isabel dos Santos na NOS e por pouco não aumentou a exposição às parcerias com a empresária angolana através da ida dos hipermercados para aquele país africano.

Grupo Vila Galé confirma desistência do projeto de Una na Bahia

“Nunca houve ali indígenas, nunca ali houve uma reserva indígena, não há, nem vai haver, como vão ver daqui a pouco tempo, quando surgir a decisão final”, garantiu Jorge Rebelo de Almeida reagindo às notícias de que o projeto iria inviabilizar uma reserva de indígenas brasileiros.

Vila Galé vai investir 45 milhões e abrir mais três hotéis em 2020

Com a abertura destas três unidades hoteleiras e a ampliação do Vila Galé Douro Vineyards, o grupo irá aumentar a sua oferta em 318 quartos – atualmente gere mais de 7.500 quartos – elevando de 34 para para 37 hotéis em Portugal (27) e no Brasil (dez).
Comentários