Moody’s revê ‘outlook’ da Brisa para ‘positivo’

A agência de ‘rating’ adiantou ainda que reviu em alta o ‘outlook’ (perspetiva) da empresa do Grupo José de Mello responsável pela principal concessão de autoestradas em Portugal de ‘Estável’ para ‘Positivo’.

A agência de notação financeira Moody’s confirmou esta terça-feira ao final da tarde, segundo um comunicado enviado pela Brisa à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o ‘rating’ de longo prazo da BCR – Brisa Concessão Rodoviária de ‘Baa2’.

A agência de ‘rating’ adiantou ainda que reviu em alta o ‘outlook’ (perpetiva) da empresa do Grupo José de Mello responsável pela principal concessão de autoestradas em Portugal de ‘Estável’ para ‘Positivo’.

“Esta revisão é realizada na sequência da recente melhoria do outlook do rating da República Portuguesa, de ‘Estável’ para ‘Positivo’”, explica o referido comunicado da responsabilidade da empresa liderada por Vasco de Mello.

O documento em causa assinala ainda que esta revisão em alta decidida pela Moody’s “reflete ainda o desempenho operacional e financeiro da BCR”.

Recomendadas

PAN pede campanha informativa sobre 5G em Matosinhos

Matosinhos tem uma Zonal Livre Tecnológica, promovida pelo CEiiA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento, da qual faz parte a NOS. A operadora usa a zona para testar 5G e em outubro anunciou ter coberto “integralmente” com a nova tecnologia móvel. Agora o PAN pede palestras, conferências e debates por toda a cidade para explicar o que é o 5G.

PremiumPropostas não vinculativas pela Brisa são esperadas até 19 de dezembro

O grupo José de Mello e o fundo Arcus, que controlam a maioria do capital, colocaram à venda 80% da empresa (40% cada um).

Transporte de passageiros nos aeroportos nacionais regista crescimento de 6,6%

Este valor representa um aumento de 7,8% em relação ao trimestre anterior num total de 18,8 milhões de passageiros. Em sentido inverso, o transporte de mercadorias verificou quebras de 12,9% nos portos marítimos nacionais, 15,9% por ferrovia e 5,8% por via rodoviária.
Comentários