Mulheres ocupam 27% dos lugares no novo parlamento regional

Mulheres representam menos de um terço dos deputados eleitos para a Assembleia Legislativa da Madeira, nas últimas regionais.

Gregório Cunha

A Assembleia Legislativa da Madeira com um total de 47 deputados, elegeu 13 mulheres (27%) e 26 novas caras (55%), em comparação com a última sessão legislativa, tendo em conta a lista de deputados que saiu dos resultados das eleições regionais.

Entre os novos rostos destaca-se, por exemplo, Bruno Melim, presidente da JSD Madeira, Brício Araújo (PSD), antigo presidente da Ordem dos Advogados da Madeira, Luísa Paolinelli (PS), professora universária, e Ana Monteiro (CDS-PP), representante da Associação da Comunidade de Imigrantes Venezuelanos na Madeira (VENECOM), Jacinto Serrão, antigo líder do PS Madeira.

Entre as mulheres salienta-se a continuidade de Rubina Leal (PSD), antiga secretária regional da Inclusão e dos Assuntos Sociais, Mafalda Gonçalves, presidente do Departamento Regional das Mulheres Socialistas, Sofia Canha, coordenadora dos Estados Gerais do PS Madeira para o desenvolvimento social e antiga coordenadora do Sindicato dos Professores da Madeira.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 4 de outubro.

Recomendadas

Atividades turísticas na Madeira só retomam a normalidade em setembro

Para as embarcações com lotação até 60 passageiros é admitida a ocupação até 70% da sua capacidade, até ao final do próximo mês de junho, 90% durante o mês de julho, e sem qualquer restrição de lotação, a partir do mês de agosto do corrente ano.

Madeira: JPP quer faseamento do IMI em cinco prestações

“Acreditamos que esta é uma forma de apoio direto a estas famílias e representa um alívio no pagamento do imposto que mais pesa sobre a carteira dos contribuintes”, refere Rafael Nunes.

Habitação valoriza 0,8% na Madeira

Em abril a avaliação bancária da habitação atingiu os 1.147 euros por metro quadrado, o que torna a Madeira a terceira região do país com o valor mais elevado, atrás da Área Metropolitana de Lisboa e do Algarve.
Comentários