Museu-Vivo pioneiro da indústria conserveira vai inaugurar em Matosinhos

O novo núcleo museológico está vocacionado para a preservação de um legado único, um património material e imaterial da conserveira centenária de Matosinhos e das suas marcas.

Num edifício que mantém a traça arquitetónica e que, em 2020, recebeu a classificação de edifício de Interesse Municipal, a Pinhais lança o “Conservas Pinhais Factory Tour”, um Museu-Vivo pioneiro da indústria conserveira, que alia a sua fábrica histórica às suas marcas estratégicas Pinhais e Nuri.

Este é um projeto único no panorama do turismo nacional e internacional, que conta com um investimento de 3 milhões de euros e proporcionará uma experiência imersiva sobre todas as fases do processo ao vivo. Delineado para a promoção da comunidade local e do turismo, o projeto da Pinhais, conserveira, que no ano passado celebrou o seu centenário, visa contribuir para a preservação e valorização da indústria conserveira de Matosinhos e tem inauguração prevista para outubro.

Com localização na Avenida Menéres, o projeto conta, desde o seu arranque, com a parceria institucional da Câmara Municipal de Matosinhos. De acordo com a Presidente da Câmara, Luísa Salgueiro, “este projeto apresenta caraterísticas únicas no setor do turismo industrial, será um Museu-Vivo com uma dinâmica muito própria e grande ligação às tradições de Matosinhos. A autarquia entende ser este um equipamento estratégico e de grande mais valia para o desenvolvimento económico da região.”

Recomendadas

Luís Borges integra campanha da Christian Louboutin Beauté

O modelo foi um dos rostos escolhidos para a campanha internacional de lançamento da nova linha da Christian Louboutin Beauté, a Abracadabra La Palette. Luís torna-se assim no primeiro homem a fotografar para a linha de maquilhagem da marca.

Cinemas estão a três euros até quarta-feira

Esta iniciativa pretende contribuir para a retoma da atividade do sector e promover a sustentabilidade do cinema em Portugal.

LX Lapa inaugura nova exposição dia 30 de setembro

A mostra tem curadoria de Marta Caldeira e a participação de Pedro Fragoso, Tiago Moço e Miguel Cardoso. Inaugura dia 30 de setembro.
Comentários